Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

EX-DEPUTADO

Alexandre de Moraes, do STF, determina prisão do ex-deputado Roberto Jefferson por ataques às instituições democráticas

Polícia Federal está nas ruas para cumprir o mandado de prisão contra Roberto Jefferson, aliado do presidente Jair Bolsonaro.

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 13/08/2021 às 8:21
Notícia
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Roberto Jefferson, condenado no Mensalão, lidera o PTB e foi um dos poucos a declarar apoio diretamente a Bolsonaro - FOTO: Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Leitura:

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, determinou, nesta sexta-feira (13), a prisão preventiva do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) por suposta participação em uma organização criminosa digital montada para ataques à democracia.

A Polícia Federal (PF) está nas ruas para cumprir o mandado de prisão e também realizar buscas e apreensões contra Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB.

O ex-deputado foi preso na manhã desta sexta-feira na cidade de Comendador Levy Gasparian, no estado do Rio de Janeiro, a 130 quilômetros da capital fluminense. 

Leia também outras notícias do Blog:

Coronel Meira afirma que postura de Fernando Coelho inviabilizou nome de Miguel Coelho ao Governo do Estado

Paulo Câmara anuncia anistia de impostos para proprietários de motos

Lula confirma encontro com Paulo Câmara no domingo e agenda com movimentos sociais na segunda, em Pernambuco

Pré-candidato a presidente, Eduardo Leite (PSDB) desembarca em Pernambuco para agenda nesta sexta-feira

A quem interessa a venda dos Correios? Servidores da Caixa entram na briga

Segundo o jornal "O Globo", o pedido de prisão partiu da Polícia Federal, que detectou a atuação de Jefferson em uma espécie de milícia digital que tem feito ataques aos ministros do Supremo e às instituições.

A investigação faz parte do novo inquérito aberto por ordem de Alexandre de Moraes após o arquivamento do inquérito anterior dos atos antidemocráticos. As novas apurações são sobre uma possível organização criminosa digital com a intenção de atentar contra o Estado Democrático de Direito.

Essa organização se dividiria em núcleos: de produção, de publicação, de financiamento e político. Outra suspeita é de que o grupo tenha sido abastecido com verba pública.

Moraes também determinou o bloqueio de conteúdos postados por Jefferson em rede sociais e apreensão de armas e acesso a mídias de armazenamento.

O ex-deputado, que já foi preso anteriormente por sua condenação no escândalo de corrupção do Mensalão, hoje é aliado do presidente Jair Bolsonaro e tem veiculado com frequência vídeos com ataques aos ministros do Supremo.

Jefferson postou numa rede social que a PF chegou a fazer buscas na casa de parentes pela manhã.

"A Polícia Federal foi à casa de minha ex-mulher, mãe de meus filhos, com ordem de prisão contra mim e busca e apreensão. Vamos ver de onde parte essa canalhice", escreveu o ex-deputado.

Jefferson foi o pivô do escândalo do mensalão, em 2005. Em uma entrevista dele ao jornal "Folha de S. Paulo", ele denunciou que o governo do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) passava dinheiro a deputados da base aliada no Congresso.

Em novembro de 2012, no julgamento do mensalão no STF, ele foi condenado a 7 anos e 14 dias de prisão, pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva no Mensalão.

Leia mais notícias no Blog:

Distritão barrado e volta das coligações proporcionais: veja como votou cada deputado de Pernambuco

Cobrança de pedágio em estradas de Pernambuco: deputados vão decidir sobre projeto de Paulo Câmara. Veja qual a tendência

Comentários

Últimas notícias