desenvolvimento regional

Paulo Câmara viaja a Brasília nesta segunda para cobrar transnordestina em Suape a ministro de Bolsonaro

Quando fez a concessão da ferrovia, União assinou contrato com ramais para Pernambuco e Ceará. Concessionária quer prejudicar Pernambuco, fazendo apenas perna para porto de Pecém

Jamildo Melo
Cadastrado por
Jamildo Melo
Publicado em 15/08/2021 às 19:13 | Atualizado em 16/08/2021 às 10:55
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
A principal novidade do marco legal é liberar um novo regime ferroviário no País, chamado de autorização - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, estará nesta segunda-feira, em Brasília, para se encontrar com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, com o objetivo de discutir as obras da ferrovia Transnordestina e cobrar o ramal de Suape, que o governo Federal cogitou cortar.

A reunião está agendada para o meio da tarde.

O encontro foi marcado no final de julho, depois que o blog de Jamildo informou que o ministro de Bolsonaro havia revelado o plano em uma live em São Paulo.

O governador Paulo Câmara terá outras reuniões para auxiliar no andamento do processo. Por sugestão da bancada federal do Estado, o governador terá também encontros com outros representantes dos poderes, como o presidente da Câmara Federal e com o Tribunal de Contas da União.

"Vamos estabelecer as agendas necessárias. É o momento de cairmos em campo buscando essa definição”, afirmou o governador.

Antes de marcar o encontro, o governador se reuniu por videoconferência, no fim de julho, com a expressiva maioria dos deputados federais pernambucanos, além dos senadores Humberto Costa e Jarbas Vasconcelos, para discutir os novos direcionamentos dados pelo governo federal ao projeto da Ferrovia Transnordestina.

O encontro marcou o alinhamento da bancada federal de Pernambuco e do Governo do Estado em apoiar a permanência do ramal de ligação ao Porto de Suape. Após a apresentação técnica, feita pelo diretor de Planejamento e Gestão de Suape, Francisco Martins, o governador se comprometeu em dar continuidade e colocar em prática esse entendimento.

“Foi uma reunião muito produtiva, onde apresentamos as questões locais que tornam inquestionável a permanência do nosso porto no projeto. O que não pode é Suape ficar de fora, considerando tudo o que representa no contexto da Transnordestina. É muito mais viável economicamente, e é fundamental para o desenvolvimento da região Nordeste”, disse Paulo Câmara.

Comentários

Últimas notícias