Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

PESQUISA ELEITORAL

Datafolha: Lula segue à frente de Bolsonaro e marca 56% contra 31% no segundo turno

Nos cenários de primeiro turno, Lula também lidera e é seguido por Bolsonaro. Ciro Gomes é o terceiro melhor colocado.

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 17/09/2021 às 7:42
Notícia
Ricardo Stuckert/Divulgação e Marcos Corrêa/PR
Lula e Bolsonaro - FOTO: Ricardo Stuckert/Divulgação e Marcos Corrêa/PR
Leitura:

Nova pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha nesta sexta-feira (17) mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue à frente na corrida pela presidência da República, seguido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O terceiro melhor colocado é Ciro Gomes (PDT).

O levantamento foi divulgado na madrugada desta sexta no site do jornal "Folha de S.Paulo".

Se comparado com o levantamento realizado pelo instituto em julho deste ano, a corrida segue estagnada.

Foram ouvidos 3.667 em 190 cidades brasileiras, entre os dias 13 e 15 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos, dentro do nível de confiança de 95%.

Pesquisa espontânea de intenções de voto no 1º turno

Na pesquisa espontânea, o eleitor menciona o candidato de sua preferência sem o pesquisador mencionar os nomes dos possíveis postulantes à Presidência.

Lula (PT): 27% (26% na pesquisa anterior)
Jair Bolsonaro (sem partido): 20% (19% na pesquisa anterior
Ciro Gomes (PDT): 2% (2% na pesquisa anterior)
Outros: 3% (2% na pesquisa anterior
Em branco/nulo/nenhum: 10% (7% na pesquisa anterior)
Não sabe: 38% (42% na pesquisa anterior)3

Pesquisa estimulada

Na pesquisa estimulada, os nomes dos possíveis candidatos são informados ao eleitor.

CENÁRIO A

Lula (PT): 44% (46% na pesquisa anterior)
Jair Bolsonaro (sem partido): 26% (25% na pesquisa anterior)
Ciro Gomes (PDT): 9% (8% na pesquisa anterior)
João Doria (PSDB): 4% (5% na pesquisa anterior)
Luiz Henrique Mandetta (DEM): 3% (4% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 11% (10% na pesquisa anterior)
Não sabe: 2% (2% na pesquisa anterior)

CENÁRIO B

Lula (PT): 42 (46% na pesquisa anterior)
Jair Bolsonaro (sem partido): 25% (25% na pesquisa anterior)
Ciro Gomes (PDT): 12% (9% na pesquisa anterior)
Luiz Henrique Mandetta (DEM): 2% (5% na pesquisa anterior)
Eduardo Leite (PSDB): 4% (3% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 11% (10% na pesquisa anterior)
Não sabe: 2% (2% na pesquisa anterior)

CENÁRIO C

Lula (PT): 44%
Jair Bolsonaro (sem partido): 26%
Ciro Gomes (PDT): 11%
João Doria (PSDB): 6%
Em branco/nulo/nenhum: 11%
Não sabe: 1%

CENÁRIO D

Lula (PT): 42%
Jair Bolsonaro (sem partido): 24%
Ciro Gomes (PDT): 10%
João Doria (PSDB): 5%
José Luiz Datena (PSL): 4%
Simone Tebet (MDB): 2%
Aldo Rebelo (sem partido): 1%
Rodrigo Pacheco (DEM): 1%
Alessandro Vieira (Cidadania): 0%
Em branco/nulo/nenhum: 10%
Não sabe: 2%

Os cenários C e D não foram incluídos nas pesquisa anterior. Esta é a terceira pesquisa Datafolha para as eleições de 2022 desde que Lula recuperou os poderes políticos.

As simulações de 2º turno

Intenção de voto no 2º turno em uma disputa entre Lula e Bolsonaro

Lula (PT): 56% (58% na pesquisa anterior)
Bolsonaro (sem partido): 31% (31% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 13% (10% na pesquisa anterior)
Não sabe: 1% (1% na pesquisa anterior)

Intenção de voto no 2º turno em uma disputa entre Lula e Doria

Lula (PT): 55% (56% na pesquisa anterior)
Doria (PSDB): 22% (23% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 22% (20% na pesquisa anterior)
Não sabe: 1% (1% na pesquisa anterior)

Intenção de voto no 2º turno em uma disputa entre Bolsonaro e Ciro

Ciro (PDT): 52% (50% pesquisa anterior)
Bolsonaro (sem partido): 33% (34% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 15% (15% na pesquisa anterior)
Não sabe: 1% (1% na pesquisa anterior)

Intenção de voto no 2º turno em uma disputa entre Bolsonaro e Doria

Doria (PSDB): 46% (46% na pesquisa anterior)
Bolsonaro (sem partido): 34% (35% na pesquisa anterior)
Em branco/nulo/nenhum: 19% (18% na pesquisa anterior)
Não sabe: 1% (1% na pesquisa anterior)

Intenção de voto no 2º turno em uma disputa entre Ciro Gomes e Lula

Lula (PT): 51%
Ciro gomes (PDT): 29%
Em branco/nulo/nenhum: 19%
Não sabe: 1%

Rejeição

A pesquisa também apontou os índices de rejeição.

Nesse ponto, o entrevistado pode responder mais de um candidato, por isso a soma entre todos os índices não resulta em 100%. A pergunta do instituto é: "Em quais desses possíveis candidatos (o cartão é mostrado) você não votaria de jeito nenhum no primeiro turno da eleição para presidente da República em 2022? E qual mais?".

Jair Bolsonaro: 59% (59% na pesquisa anterior)
Lula: 38% (37% na pesquisa anterior)
João Doria: 37% (37% na pesquisa anterior)
Ciro Gomes: 30% (31% na pesquisa anterior)
José Luiz Datena: 19% (não incluído na pesquisa anterior)
Luiz Henrique Mandetta: 18% (23% na pesquisa anterior)
Eduardo Leite: 18% (21% na pesquisa anterior)
Rodrigo Pacheco: 17% (não incluído na pesquisa anterior)
Aldo Rebelo: 15% (não incluído na pesquisa anterior)
Alessandro Vieira: 14% (não incluído na pesquisa anterior)
Simone Tebet: 14% (não incluído na pesquisa anterior)
Rejeita todos/não votaria em nenhum: 2% (2% na pesquisa anterior)
Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 1% (2% na pesquisa anterior)
Não sabe: 1% (2% na pesquisa anterior)

Bolsonaro tem altos índices de rejeição entre estudantes (73%) e evangélicos (44%). Lula é mais rejeitado entre os preferem o PSDB (74%) e ente homossexuais/bissexuais (16%). Doria é tem altos índices de rejeição entre os que ganham mais de 10 salários mínimos (45%) e entre as donas de casa (26%). Ciro Gomes é mais rejeitado entre os que preferem outro partido que não seja PT, PSDB, MDB e PSol (36%) e entre moradores do Sul (22%)

Entre aqueles que votaram em Bolsonaro em 2018, 26% dizem rejeitar seu nome para a disputa presidencial de 2022, e 68% não votariam de jeito nenhum em Lula.

Comentários

Últimas notícias