Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Nacional

Fundaj pede ao Iphan tombamento do Mural Batalha dos Guararapes, de Brennand

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 02/10/2021 às 18:09
Notícia
Cortesia
Mural da Batalha dos Guararapes, de Francisco Brennand, fica na Rua das Flores - FOTO: Cortesia
Leitura:

De: Antonio Ricardo Accioly Campos
Para: IPHAN/Superintendência do IPHAN no Estado de Pernambuco

Recife, 01 de outubro de 2021

Ilmo. Sr.

Rogério Samuel de Lima
Superintendente do IPHAN em Pernambuco

Ref: Pedido de Tombamento do Mural Cerâmico “Batalha dos Guararapes”, do artista plástico pernambucano Francisco Brennand.

REQUERENTE: Fundação Joaquim Nabuco, CNPJ nº 09.773.169/0001-59, constituída pela Lei nº 6.456, de 26 de outubro de 1977, com endereço à Av. Dezessete de Agosto 2187, Casa Forte, Recife-PE, é uma fundação pública, vinculada ao Ministério da Educação, representada por seu presidente, Antônio Ricardo Accioly Campos.

DO PATRIMÔNIO: Fachada lateral (Rua das Flores) do Edifício Tiradentes, na Av. Dantas Barreto, n. 512, bairro de Santo Antônio, Recife – PE.

PROPRIETÁRIO: Banco Santander. Rua Cais do Apolo, n. 222. Bairro Recife Antigo, Recife -- PE.

A Constituição Federal em seu Art. 216. diz: Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira...

No Art. 216 destacamos:

III - as criações científicas, artísticas e tecnológicas; IV - as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às manifestações artístico-culturais; V - os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.

§ 1º O poder público, com a colaboração da comunidade, promoverá e protegerá o patrimônio cultural brasileiro, por meio de inventários, registros, vigilância, tombamento e desapropriação, e de outras formas de acautelamento e preservação.

Em continuidade, a legislação brasileira, pelo Decreto n. 25, de 30 de novembro de 1937 estabelece: Art. 1º Constitui o patrimônio histórico e artístico nacional o conjunto dos bens móveis e imóveis existentes no país e cuja conservação seja de interesse público, quer por sua vinculação a fatos memoráveis da história do Brasil, quer por seu excepcional valor arqueológico ou etnográfico, bibliográfico ou artístico.

Considerações:

1 – Feito em 1962, com 33 metros de comprimento e 2,5 metros de altura, o Mural intitulado “Batalha dos Guararapes” está localizado num espaço urbano qualificado, no Bairro de Santo Antônio, berço histórico e urbanístico do Recife, onde se mesclam praças centenárias, edificações antigas e modernas. Os Bairros de Santo Antônio e São José formam a Zona Especial de Preservação do Patrimônio Histórico-Cultural - ZEPH 10 com sítios, ruínas e conjuntos antigos de relevante expressão arquitetônica civil e religiosa, histórica, cultural e paisagística tombados.

2 - O Mural “Batalha dos Guararapes” é um bem integrado, parte indissolúvel do Edifício Tiradentes, que por sua vez é marco da arquitetura moderna, localizado na área direta de outros bens culturais tombados pelo IPHAN.

3 – O Mural é uma obra de arte confecciona por um dos maiores artistas plásticos brasileiros, Francisco Brennand para retratar um dos mais importantes acontecimentos históricos da nacionalidade, a memorável “Batalha dos Guararapes”. O Mural também possui poemas de Ariano Suassuna ("Guararapes") e César Leal ("Saudação do Comandante de Campo Barreto de Menezes").

4 – O Mural já é tombado em esfera estadual, mas em razão do seu valor artístico e histórico merece o reconhecimento de bem tombado federal.

A Fundação Joaquim Nabuco se prontifica a disponibilizar sua equipe técnica para auxiliar na elaboração do dossiê de tombamento.

Na expectativa do acolhimento do pedido ora formulado.

Atenciosamente,

Antônio Ricardo Accioly Campos
Presidente da Fundaj

 

Comentários

Últimas notícias