Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Escola de sargentos

Novo complexo militar em Abreu e Lima deve liberar áreas imobiliárias nobres no Recife para iniciativa privada

Geração de emprego e renda com novos emprendimemtos pode ser um dos subprodutos da Escola de Sargentos do Exército

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 22/10/2021 às 14:56
Notícia
Blog Imagem
O depósito de suprimentos do Exército hoje funciona como uma espécie de barreira contra a ocupação irregular das margens do rio Capibaribe - FOTO: Blog Imagem
Leitura:

A implantação do novo complexo militar em Abreu e Lima e região, na Mata Norte do Estado, tendo com o ponto principal a nova escola de Sargentos do Exército, vai criar um novo eixo de desenvolvimento no Estado, do mesmo patamar ao da Jeep, em Goiana, mas indiretamente poderá ter um efeito positivo para a área imobiliária do Recife.

Em uma palavra, o projeto em Abreu e Lima acabará liberando no futuro próximo ao menos três quartéis que estão instalados e cercados por prédios de apartamentos na capital pernambucana, nos dias de hoje. São áreas nobres, que podem ser trocadas por comodato em troca de investimentos ou algo semelhante, como o Exército já fez no passado, ao abrir mão de áreas semelhantes.

"Há 100 anos fazia sentido esses quartéis no Recife, eles eram a fronteira entre a área urbana e além. Hoje, eles não fazem mais sentido. Imagina ter que passar caminhões com suprimentos no meio do atual engarrafamento urbano. Dai, uma das lógicas do projeto é afastar-se da área urbana e poder ser mais efetivo em logística e em operações", afirma uma fonte do blog, com acesso às negociações.

Blog Imagem
Um deles fica em Afogados - Blog Imagem

Localização estratégica

O projeto do novo complexo militar apresentado pelo Estado e aprovado pelo Alto Comando do Exército cita, em dado momento, que a estruturação do complexo logístico irá promover a junção de três quartéis, espalhados no Recife.

O documento oficial, ao qual o Blog de Jamildo teve acesso, cita os quartéis em Afogados (14º Batalhão Logístico) no Cabanga (7º Depósito de Suprimentos) e em Casa Forte (Parque Regional de Manutenção).

O documento cita ainda que trata-se de um projeto complementar, a ser executado pelo Exército, com necessidade de 152 hectares de área.

COMPLEXO LOGÍSTICO

Entre as contrapartidas do Estado para atrair o investimento, está a doação de um terreno de mais 150 hectares pertencente ao Governo, próximo à Arena Pernambuco, para a construção do complexo logístico do Exército, com valor estimado de R$ 79 milhões, com obra a ser executada pelo Exército. A estruturação desse complexo irá promover a junção de três quartéis: 14º Batalhão Logístico, o 7º Depósito de Suprimento e o Parque Regional de Manutenção. O projeto será executado pelo Exército. Nesse complexo, haverá uma área de apoio à família militar, de 270 mil m², para a construção de 10 blocos de apartamentos, cada um com 24 unidades, totalizando 240 apartamentos, além de uma área de instrução (442 mil m ²) com estande de tiro subterrâneo e uma área de aquartelamento (8090 mil m²).


CENTRO DE CONVIVÊNCIA E BEM ESTAR

Para apoio na qualidade de vida aos militares e suas famílias, será construído um Centro de Convivência e Bem estar, com investimento estimado em R$ 3,2 milhões. Trata-se de um projeto complementar a ser executado pela iniciativa privada, que prevê área de lazer, destinada à implantação de academias de ginástica, lanchonete, quadra poliesportiva, playground e eventos ao ar livre; área de serviços, como escola de idioma e lotérica; área de comércio abrangendo um centro de compras, delicatessen, farmácia e supermercado.

 

Blog Imagem
Parque Regional de Manutenção fica em Casa Forte - Blog Imagem

Entenda o projeto

Conforme revelou o blog de Jamildo nesta quinta, em primeira mão, a Nova Escola de Formação de Sargentos de Carreira do Exército será em Pernambuco.

A decisão foi tomada nesta quinta-feira, dia 21 de outubro, pelo Comandante do Exército Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, durante a Reunião do Alto Comando do Exército, em Brasília-DF. Outras duas cidades estavam na disputa: Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e Ponta Grossa, no Paraná.

A nova Instituição englobará os cursos existentes hoje na Escola de Sargentos das Armas, localizada em Três Corações-MG; Escola de Sargentos de Logística, no Rio de Janeiro-RJ; e Centro de Instrução de Aviação do Exército, localizado em Taubaté-SP, unificando a formação de graduados da Força Terrestre.

Serão aproximadamente 2.000 alunos, submetidos a dois anos de formação, ao final dos quais serão declarados 3º Sargentos do Exército Brasileiro e receberão a titulação de tecnólogo.

Novo polo de crescimento

A população do complexo escolar poderá chegar a 10.000 pessoas, entre militares, familiares e servidores civis.

A Escola será construída no Campo de Instrução Marechal Newton Cavalcanti (CIMNC), que possui 75 km²; abrangerá os municípios de Abreu e Lima, Paudalho, Nazaré da Mata, Paulista, Tracunhaém, Igarassu e Araçoiaba, todos localizados na região metropolitana do Recife-PE.

"A escola ocasionará o aumento de empregos diretos e indiretos, o que potencializará o crescimento e desenvolvimento da região metropolitana de Recife", informou ao blog o Comando Militar do Nordeste.

Comentários

Últimas notícias