PERNAMBUCO

"Recife foi a porta de entrada de Moro no Nordeste", avalia Eduardo Girão

Senador pelo Ceará, Eduardo Girão destacou a delegada Patrícia

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 06/12/2021 às 9:41
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Palestra e lançamento do livro de Sergio Moro no Teatro do Shopping Rio Mar - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Um dos nomes presentes no evento realizado por Sérgio Moro (Podemos) neste domingo (5), no Recife,  Eduardo Girão (Podemos-CE) compartilhou com o Blog de Jamildo as suas avaliações sobre o pré-candidato à presidência pelo seu partido.

"O Recife foi a porta de entrada do Moro no Nordeste. (...) Sabemos que aqui é um berço cultural forte, mas foi uma decisão da editora, não política", disse Girão. Ele esteve no evento acompanhado pelo senador Styvenson Valentim, do Podemos do Rio Grande do Norte.

Girão coloca o almoço promovido pelo deputado Ricardo Teobaldo, presidente estadual do Podemos, apenas como uma recepção íntima. Conversas sobre o cenário em Pernambuco ocorreram, mas o senador destaca um "bom papo" com a delegada Patrícia, que confirmou candidatura para 2022. "Ela vai se inserir, de alguma forma, nesse contexto da eleição do ano que vem".

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
PALESTRA No Recife, Moro disse ter sido sabotado por Bolsonaro e chamou de Lula de "vaca sagrada" do PT - ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM

Sérgio Moro e Eduardo Girão enfrentam um problema em comum: a associação ao bolsonarismo. O senador, classificado como bolsonarista pela sua atuação na CPI da Covid, avalia que tanto no seu caso quanto no do ex-ministro de Bolsonaro, "a verdade" vai expor a distância para esse espectro político.

"A verdade tem força e Sérgio Moro é um missionário, ele tem uma vontade genuína de colaborar com a nação. A vida dele é marcada por isso. (...) Quem sabe ele possa terminar o que ele começou, o resgate de valores e princípios perdidos", avaliou o parlamentar.

Comentários

Últimas notícias