Religião e política

Pastor Júnior Tércio apresenta projeto proibindo passaporte sanitário no Recife

Bolsonaristas em todo Brasil tem buscado se destacar atacando passaporte da vacina

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 21/12/2021 às 11:52
REPRODUÇÃO
BOLSONARISTAS Casal evangélico busca atrair eleitorado pró-armas - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

Posicionando contra a obrigatoriedade de comprovação do esquema vacinal completo dos recifenses, o vereador do Recife e pastor Júnior Tércio (Podemos) apresentou, na Câmara Municipal da Capital pernambucana, o projeto de lei 422/2021, que visa proibir a exigência do passaporte sanitário de qualquer cidadão do Recife.

Em sua justificativa, o pastor argumenta que a obrigatoriedade do esquema completo vacinal "fere direitos constitucionais" como a liberdade individual, além de cercear o direito de ir e vir das pessoas. Ricardo Antunes (PSC) já apresentou texto semelhante.

"Gostaria de deixar muito claro que não sou contra as pessoas se vacinarem contra a Covid-19, sou contra a exigência desse Passaporte Sanitário para que a população possa ter acesso a estabelecimentos públicos, restringindo dessa forma, direitos consolidados na Constituição Federal até porque trata-se de uma vacina experimental. É preciso respeitar o direito à liberdade individual e de escolha de cada um", disse o pastor Júnior Tércio.

Outro ponto destacado pelo vereador é que a proibição da exigência do Passaporte Sanitário teria como objetivo reduzir "os efeitos nocivos" do isolamento social prolongado junto aos estabelecimentos comerciais que sofreram prejuízos e que não conseguiram se adaptar ao sistema de vendas online.

Comentários

Últimas notícias