Na Capital

Caso Beatriz: custódia de suspeito ficará sob responsabilidade de Vara no Recife

O blog revelou em primeira mão que a SDS havia concluído as investigações e achado o culpado pela morte da menina

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 17/01/2022 às 11:52
REPRODUÇÃO
Beatriz foi morta aos 7 anos - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

Após a transferência do preso suspeito do assassinato da menina Beatriz para o presídio de Igarassu, o Governo do Estado prestou informações ao juiz de Petrolina, que tinha determinado a transferência do preso para o presídio de Petrolina.

Segundo o Governo do Estado, a transferência do preso para Igarassu foi por não ser recomendável o suspeito ficar preso na mesma cidade em que cometeu o crime, por ser um delito de grande repercussão social. O Blog já havia adiantado esta questão do preso ficar na mesma cidade em que residem os pais de Beatriz em primeira mão, na semana passada.

Com a mudança do local de prisão, a responsabilidade sobre a custódia do indiciado sai da Vara de Execução Penal de Petrolina e passa para a 1ª Vara Regional de Execução Penal do Recife. Assim, todas as decisões sobre o preso caberão agora a outro magistrado.

 

Comentários

Últimas notícias