Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

ATACANTE

Vivendo recomeço no Náutico, Matheus Carvalho relembra fase difícil após lesão em 2020

Atacante do Náutico se sente pronto para ajudar o time, mas aguarda decisões do técnico Hélio dos Anjos

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 03/08/2021 às 19:19
Notícia
TIAGO CALDAS/CNC
Matheus Carvalho passou o último ano em recuperação de lesão no joelho. - FOTO: TIAGO CALDAS/CNC
Leitura:

Matheus Carvalho ficou afastado dos gramados por quase um ano, entre 2020 e 2021, por causa de uma lesão. Essa temporada é para o atacante uma espécie de recomeço e, na última sexta-feira (30), quando o Náutico enfrentou o Coritiba e perdeu por 3x1, o jogador marcou o único gol alvirrubro no jogo. A vitória não veio, mas o gol foi de extrema importância para ele. Em entrevista concedida na última segunda-feira (2), Matheus lembrou de como foi difícil o momento que viveu no ano passado. 

O atacante sofreu uma lesão ligamentar no joelho direito, em 19 de fevereiro de 2020, em uma partida contra o Botafogo, no estádio dos Aflitos, pela Copa do Brasil. Quando Matheus se lesionou, a previsão era de que ele levasse cerca de sete meses, após a cirurgia, para se recuperar. No entanto, o período em que ele se machucou coincidiu com o início da pandemia do coronavírus no Brasil, que acabou suspendendo cirurgias eletivas naquela época. Assim, foram três meses de espera para ser operado.

Agora, o Timbu encara uma fase difícil com a perda de várias peças importantes, como os atacantes Erick e Kieza. O primeiro deixou o clube ao fim do contrato de empréstimo e o segundo se lesionou e está fora até o final do ano. Com isso, Matheus surge como opção para Hélio dos Anjos no setor ofensivo do Náutico. 

>> Contratado para substituir Kieza, Caio Dantas realiza primeiro treino pelo Náutico

>> Zagueiro do Náutico, Camutanga é vacinado contra a covid-19 e comemora: "Vacinas salvam vidas"

"Eu me sinto preparado. Pela direita, pela esquerda, na frente, ali na opção do Kieza. Eu estou trabalhando para isso. Claro que tem outras opções, eu tenho que respeitar a escolha do professor Hélio, mas eu vou ficar muito feliz se ele optar por mim. Vou trabalhar muito forte para corresponder à altura", disse. 

Se referindo especificamente ao gol marcado diante do Coritiba, Matheus afirmou que esse momento representou muita coisa para ele e recordou a batalha que encarou durante a recuperação da lesão no joelho. "Ainda não estou em alto nível, mas eu estou buscando, estou trabalhando, estou morando na academia praticamente, fazendo reforço e os trabalhos físicos e técnicos também, agregando para a minha performance física", contou. 

O jogador compartilhou ainda que durante o período em que esteve afastando, aguardando a cirurgia e também se recuperando depois dela, contou com muito apoio da família, dos amigos e do grupo alvirrubro. Destacando ser uma pessoa muito ligada a Deus, o jogador também colocou a fé como guia fundamental para atravessar essa fase. 

"Eu tenho muita fé em Deus. Com a força dele ele me sustentou em todos os momentos. Claro que houve dias difíceis, mas meu pai veio para cá para se esforçar, o cara aprendeu a cozinhar, fazia um monte de coisa para mim, fazia tudo. Depois a minha mãe veio alguns dias, minha esposa também... é só agradecer a força de todos, de Deus principalmente. A força da minha família, dos amigos e de todos os companheiros aqui do clube. Esse gol representa muita coisa porque hoje (segunda-feira, 2) eu cheguei aqui no clube e todo mundo me dando os parabéns e é isso. Só dá força para fazer muito mais gols e belas atuações para conseguir a vitória para o Náutico e se Deus quiser a gente conseguir esse acesso o mais rápido possível", completou. 

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias