Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

ILHA

As cinco metas iniciais do quinto presidente do Sport

Yuri Romão foi convocado, inicialmente, para compor uma chapa e, agora, tem a missão de conduzir o Leão a uma nova realidade

Marcelo Cavalcante
Marcelo Cavalcante
Publicado em 05/10/2021 às 18:18 | Atualizado em 06/10/2021 às 10:48
ANDERSON STEVENS/SPORT
O presidente eleito Leonardo Lopes e o vice-presidente Yuri Romão - FOTO: ANDERSON STEVENS/SPORT
Leitura:

É quase inacreditável.  Mas é real. O Sport, clube centenário, chega ao quinto presidente em um intervalo de menos de um ano. A missão agora de conduzir o Leão a vislumbrar novos horizontes está nas mãos de Yuri Romão. Muitos não podem lembrar, mas Romão frequenta a diretoria do Sport.  Em 2009, apareceu como parceiro comercial, como representante do Banco BMG, investidor do time feminino de vôlei que disputou a Liga Nacional.  Em 2011, Gustavo Dubeux chamou para ser vice-presidente esportes amadores. Depois,  virou vice de assuntos estratégicos para cuidar do projeto de arena na gestão Humberto Martorelli. Na gestão de Arnaldo Barros, ficou apenas três meses. Agora, Yuri faz um trabalho de reconstrução. Confira as cinco principais metas:

1 - Montar a diretoria de futebol

A gente vem conversando com algumas pessoas. Mas não é fácil, pois o Sport tem um fator que, se você convida uma pessoa, falam que  ela é ligada a algum grupo político. Aí é confusão. Se não tiver grupo, aí dizem que ela não conhece o clube. Meu planejamento é anunciar dois nomes: o executivo e o vice de futebol. Tenho a convicção de que o vice tem que ter bagagem no futebol. Conversei com duas pessoas. Coloquei o desafio da questão financeira, o aspecto técnico, onde a gente vai atuar. Eles ficaram de analisar. Quero trabalhar, no total, com quatro pessoas. 

2 - Manter o Sport na Série A

A vontade, o trabalho e dedicação vão ser toda para que isso aconteça. Desde o final de semana que conversei com parte dos jogadores, com treinador, tentando entender onde a gente poderia atuar e estamos trabalhando. Eles querem é tranquilidade. Porque infelizmente os fatos que aconteceram no futebol abalaram muito o elenco. Foram muitas mudanças e isso não é fácil. Mas eu conversei pessoalmente. Fiquei satisfeito com o que ouvi deles. Percebi comprometimento. A partida contra o Grêmio foi um exemplo. A forma como eles se fecharam para vencer. Estou feliz pela vitória e o ambiente dos atletas é bom demais. A gente mantendo esse ambiente, conseguimos se manter na Série A.

3 - Atrair o sócio e o torcedor

Aí é só o resultado dos jogos e campanha de sócios que vamos lançar. Mas temos que atrelar essa campanha com os sócios ao desempenho do time em campo. 

4 - Atrair parceiros

A gente já assinou contratos interessantes. Parceiros inclusive para investir na base, o que alivia o peso do caixa para trabalhar o futebol profissional.  Assinamos contrato com um novo patrocinador que não podemos ainda revelar. E estamos diariamente procurando novos parceiros.  

5 - Patrimônio 

Nosso patrimônio, infelizmente, está muito degradado. Fortunato Russo (vice de patrimônio) está fazendo um trabalho extraordinário de levantamento da situação. Já temos conversas adiantadas com empresas de São Paulo interessadas e precisamos definir o que podemos oferecer de contrapartida para fechar essa equação com os parceiros. Na nossa ideia está, inclusive, uma melhoria no parque aquático e a instalação de uma academia moderna, dessas que estão na cidade. Mas, infelizmente, a crise no futebol atrapalhou tudo, retardou a situação. Estamos vivendo um recomeço. 

Siga o Blog do Torcedor no Facebook, no Instagram e no Twitter

Comentários

Últimas notícias