Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

POLÊMICA!

Homem que se fantasiou de goleiro Bruno vai responder por crime de apologia ao feminicídio; confira

Um homem se fantasiou de goleiro Bruno, com um saco de lixo em alusão a morte de Eliza Samudio.

Manuel Dias
Manuel Dias
Publicado em 03/11/2021 às 15:19 | Atualizado em 03/11/2021 às 18:00
Reprodução
Homem se veste de goleiro bruno e ironiza morte de Eliza Samudio. - FOTO: Reprodução
Leitura:

Após uma tentativa de fazer graça, um homem que se fantasiou de goleiro Bruno - caçoando do assassinato de Eliza Samudio, será intimado a comparecer ao 21º Distrito Integrado de Polícia de Manaus. O homem vai prestar sua explicação sobre o crime de apologia ao feminicídio e pode responder à Justiça em liberdade, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas.

Devendo R$3 milhões em pensão, goleiro Bruno compra carro de R$ 80 mil

O homem, vestido com a camisa do Flamengo, com o nome ''Bruno'' atrás, estava segurando um saco de lixo em alusão a morte de Eliza Samudio. Um boletim foi registrado nessa terça-feira e as buscas pelo suspeito estão sendo realizadas em decorrência do artigo 287 do Código Penal.

> Sem conseguir se firmar na equipe, craque brasileiro pode deixar o Barcelona; entenda

> Renato Gaúcho detona arbitragem do duelo entre Athletico Paranaense x Flamengo; confira

''O crime ocorreu na noite anterior ao registro, por volta das 19 horas, em uma casa noturna, localizada na travessa Ponta Negra, bairro São Jorge, zona oeste de Manaus. Segundo o delegado Rodrigo Barreto, titular da 4ª Seccional Oeste, que responde pelo caso, as imagens da casa noturna já foram requisitadas e o homem será intimado a comparecer ao 21º DIP, onde será ouvido e, posteriormente, deverá assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), pelo crime de apologia ao crime feminicídio'', informou a Secretaria de Segurança Pública ao site do UOL Esporte.

A polêmica foi tão grande que até o estúdio de tatuagem, o ''El Cartel Tatuaria'' onde o homem trabalhava, se pronunciou nas redes sociais contra a atitude do rapaz, além de informar a sua demissão da empresa.

''O estúdio não compactua com qualquer forma de incitação à violência contra a mulher. Deixando bem claro que o colaborador foi demitido, não fazendo mais parte do quadro de funcionários'', informou.

Siga o Blog do Torcedor no Facebook, no Instagram e no Twitter

Comentários

Últimas notícias