Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

ASSÉDIO SEXUAL

Após denúncia de assédio no clube, Náutico anuncia contratação de empresa para combater e prevenir novos casos

A Women Friendly trabalhará com uma ouvidoria independente dentro do clube

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 24/11/2021 às 17:12
Notícia
REPRODUÇÃO/CNC
O anúncio da contratação da empresa aconteceu cerca de 48 horas depois de uma ex-diretora denunciar que sofreu assédio dentro do clube. - FOTO: REPRODUÇÃO/CNC
Leitura:

Cerca de 48 horas depois de a ex-diretora da Mulher e de Operações do Náutico, Tatiana Roma, denunciar que tinha sofrido assédio moral e importunação sexual por parte de um funcionário do clube, o Timbu anunciou a contratação da Women Friendly, uma empresa especializada em treinamentos, canais de apoio e consultoria para prevenir e combater o assédio ou qualquer outra importunação sofrida por mulheres em organizações e entidades. O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira (24), por meio de uma postagem no perfil do clube no Twitter. 

>> Ex-diretora do Náutico acusa funcionário do clube de importunação sexual

>> Presidente do Náutico fala sobre caso de assédio no clube, cita uso eleitoral e oposição reage; ouça 

Após as denúncias de Tatiana, mais duas mulheres já revelaram, em entrevistas ao GE.COM, que também foram vítimas de assédio de natureza sexual ou moral de autoria do mesmo funcionário. 

De acordo com o comunicado publicado no site oficial do Náutico, a empresa foi contratada com o objetivo de desenvolver um plano de ações integradas que permitam o clube receber a certificação anual da Women Friendly de boas práticas no combate ao assédio.

Ainda segundo o alvirrubro, o primeiro passo da consultoria será a intervenção com treinamentos e ajustes no código de ética junto à liderança do clube. Em seguida, os liderados também receberão treinamentos para que todos saibam identificar comportamentos assediadores e intervenham prontamente. Também será instalado um canal de denúncias e acolhimento com o objetivo de identificar casos de assédio ocorridos nas dependências do Náutico, seja em partidas nos Aflitos ou no dia-a-dia do clube. A empresa trabalhará com uma ouvidoria independente, coordenada e executada externamente, sem envolvimento de diretoria e outros membros da equipe.

A Women Friendly está no mercado desde 2017 e já atendeu clientes como a operadora de telefonia Tim, a farmacêutica alemã Bayer, a mineradora Vale, Chesf e a Rede Camarada Camarão. Além disso, a empresa atua em eventos como Carvalheira na Ladeira e No Ar Coquetel Molotov, ambos no ramo de festas.

Protesto de torcedores

Um grupo de torcedores alvirrubros decidiu realizar um protesto na próxima quinta-feira (25), na sede do clube, às 20h - mesmo horário em que o Náutico entrará em campo contra o Cruzeiro, pela última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O movimento tem o objetivo de prestar solidariedade às mulheres vítimas de assédio dentro do Náutico e cobrar atitudes adequadas do alvirrubro. 

 

Em postagem no Instagram, o grupo de torcedoras chamado Timbuzeiras explicou as intenções do protesto e se manifestou sobre o caso. 

“O Náutico é um clube de todos”, infelizmente essa afirmação só acontece na teoria. Na prática , estamos constantemente vivenciando situações criminosas de racismo, homofobia e assédio. [...] Não podemos mais deixar que o Náutico seja associado a tais situações. Por isso, convocamos as diversas torcidas e torcedores do clube para se reunir, na quinta-feira (25), às 20 horas, na sede do Clube Náutico Capibaribe, para fazermos uma manifestação exigindo punições cabíveis. O Náutico é maior que isso!", diz a postagem. 

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias