Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

GOLPE

Após ser liberado, homem que fingiu ser jogador de futebol aplica mesmo golpe em Aracati

O crime pode ter penalidade de 15 dias a até dois meses de reclusão

Do jornal O Povo para a Rede Nordeste
Do jornal O Povo para a Rede Nordeste
Publicado em 30/11/2021 às 20:36
Notícia
REPRODUÇÃO
O homem aplicou o mesmo golpe dois dias seguidos. - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

Na noite dessa segunda-feira, 29, um homem de 28 anos foi conduzido a uma unidade da Polícia Civil do Ceará (PC-CE), por agentes da Polícia Militar do Ceará (PMCE), após se negar a pagar o que consumiu em um estabelecimento comercial em Canoa Quebrada, na cidade de Aracati. Dois dias antes, no sábado, 27, o homem também foi acusado de aplicar o mesmo golpe em um bar de Fortaleza. Na ocasião, ele foi conduzido ao 2º Distrito Policial, onde prestou depoimento e foi liberado em seguida.

>> É golpe! Homem seduz mulheres para conseguir assistir futebol; entenda

>> Ronaldinho Gaúcho pode ser preso novamente; entenda

Na segunda tentativa de golpe, um representante do estabelecimento compareceu à Delegacia Regional de Aracati e representou criminalmente contra o suspeito. Por se tratar de um crime de menor potencial ofensivo, o acusado assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS/CE), o caso deve continuar sendo investigado.

Também no caso de Fortaleza, um representante do estabelecimento compareceu à unidade policial, mas não quis prestar denúncia, onde um Boletim de Ocorrência (B.O.) foi registrado, sendo dado continuidade nas investigações. Na ação, o homem teria contratado seguranças e se identificado como um jogador de futebol, pagando bebidas e para várias pessoas que estavam no local, fechando a conta em R$ 4.363.

O crime pode ter penalidade de 15 dias a até dois meses de reclusão, com base no artigo 176 do Código Penal, que consiste em tomar refeição em restaurante, se alojar em hotel ou usar meio de transporte sem dispor de recursos para efetuar o pagamento.

Comentários

Últimas notícias