Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

MERCADO DA BOLA

Santos não inscreve Marinho no Paulistão e pode negociar atacante; veja possíveis destinos

Marinho pode ter novo destino definido ainda este mês

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 26/01/2022 às 15:39
IVAN STORTI/SANTOS
Destaque do Santos, Marinho recebeu fortes sondagens para o ano de 2022. - FOTO: IVAN STORTI/SANTOS
Leitura:

Às vésperas da estreia do Santos diante da Inter de Limeira, pelo Campeonato Paulista, o atacante Marinho não foi inscrito para atuar na partida desta quarta-feira (26).

O Santos afirmou que o motivo é pelo fato do camisa 11 ainda estar se recuperando fisicamente após ter sido diagnosticado com covid-19 e será inscrito assim que estiver bem.

>> Inter de Limeira x Santos: veja escalações e onde assistir ao vivo o confronto pelo Campeonato Paulista

Mas o motivo pode ir bem além da recuperação do atacante. Isso porque, de acordo com o portal Torcedores, o Santos recebeu uma proposta de 2 milhões de dólares (cerca de R$ 11 milhões) do Flamengo pelo atleta de 31 anos.

O atacante iria para o clube carioca para repôr a possível saída de Michael, que esta sendo negociado com o Al Hilal, da Arábia Saudita.

Por outro lado, o executivo do Santos - Edu Dracena - confirmou em entrevista ao UOL Esporte que havia a possivilidade de Marinho ser negociado para os Emirados Árabes, apesar de ainda ter contrato até dezembro de 2022.

"Ele deixou claro que quer ir para os Emirados Árabes. Todos sabem disso, é notório. Mas é jogador do Santos, tem contrato conosco até dezembro de 2022. E eu falei para ele que não vamos atrapalhar, mas, sim, ajudar. Tem que ser bom para o clube e para o atleta", disse o ex-atleta e diretor do Santos.

"Ele entendeu isso, está com a cabeça boa e surpreendendo a todos pela dedicação e empenho nos treinamentos. Conversei com ele depois de um treino, e ele falou que jogar no Santos é diferente e que está à vontade. Tem o sonho, mas, se não acontecer, ele está em casa. Tem uma história aqui, é identificado, e não teremos problemas em sentar e conversar para vermos as necessidades dele e do clube, avaliando o momento, para que a gente estenda (o vínculo) ou negocie ele", completou Edu Dracena.

Comentários

Últimas notícias