Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

Náutico

Técnico do Náutico, Roberto Fernandes revela segredo que fez o time ser bicampeão pernambucano

Campeão também em 2018, treinador conquistou seu segundo título estadual pelo Timbu

Victor Peixoto
Victor Peixoto
Publicado em 30/04/2022 às 20:13 | Atualizado em 30/04/2022 às 21:45
CHARLES JOHNSON/JC Imagem
Náutico foi campeão pernambucano - FOTO: CHARLES JOHNSON/JC Imagem
Leitura:

Recém-chegado, Roberto Fernandes teve pouco tempo e jogos decisivos para trabalhar com o elenco do Náutico. Um cenário que, certamente, não é considerado o ideal pela maioria dos treinadores no futebol brasileiro.

Com o time já classificado para a final do Campeonato Pernambucano, ele assumiu não só o trabalho de Felipe Conceição, como também o risco do insucesso e das cobranças imediatas em caso de não fazer do Timbu campeão.

E se o trabalho já era complicado, ficou mais ainda após a derrota no jogo de ida, em plenos Aflitos, para o Retrô, por 1 x 0. Com pouco tempo para trabalhar, Roberto Fernandes ainda tinha os jogos da Série B para se preocupar, o que o "forçou" a poupar os titulares para o duelo contra o CRB, na última quarta-feira.

Os riscos valeram a pena e o Náutico venceu tanto o CRB, como o Retrô e se sagrou campeão pernambucanos nos pênaltis. 

Confira imagens da vitória do Náutico

CHARLES JOHNSON/JC Imagem
Náutico foi campeão pernambucano - CHARLES JOHNSON/JC Imagem
CHARLES JOHNSON/JC Imagem
Náutico foi campeão pernambucano - CHARLES JOHNSON/JC Imagem
CHARLES JOHNSON/JC Imagem
Náutico foi campeão pernambucano - CHARLES JOHNSON/JC Imagem
CHARLES JOHNSON/JC Imagem
Náutico foi campeão pernambucano - CHARLES JOHNSON/JC Imagem
CHARLES JOHNSON/JC Imagem
Náutico foi campeão pernambucano - CHARLES JOHNSON/JC Imagem
CHARLES JOHNSON/JC Imagem
Náutico foi campeão pernambucano - CHARLES JOHNSON/JC Imagem
CHARLES JOHNSON/JC Imagem
Náutico foi campeão pernambucano - CHARLES JOHNSON/JC Imagem
CHARLES JOHNSON/JC Imagem
Náutico foi campeão pernambucano - CHARLES JOHNSON/JC Imagem
CHARLES JOHNSON/JC Imagem
Náutico foi campeão pernambucano - CHARLES JOHNSON/JC Imagem
Charles Johnson/JC Imagem
Náutico venceu o Retrô nos pênaltis - Charles Johnson/JC Imagem
Charles Johnson/JC Imagem
Náutico venceu o Retrô nos pênaltis - Charles Johnson/JC Imagem
Charles Johnson/JC Imagem
Náutico venceu o Retrô nos pênaltis - Charles Johnson/JC Imagem
CHARLES JOHNSON/JC IMAGEM
Pedro Vitor fez o gol a alvirrubro na final do Pernambucano - CHARLES JOHNSON/JC IMAGEM
CHARLES JOHNSON/JC IMAGEM
Retrô e Náutico decidem o Campeonato Pernambucano - CHARLES JOHNSON/JC IMAGEM
CHARLES JOHNSON/JC IMAGEM
Retrô e Náutico jogam a final do Pernambucano - CHARLES JOHNSON/JC IMAGEM

Após a conquista do título estadual, o segundo de Roberto Fernandes, que já havia sido campeão em 2018, o treinador alvirrubro desabafou e revelou o "segredo" para o sucesso em tão pouco tempo.

"Sem demagogia, o (segredo) foi o grupo ter aceitado o trabalho. Desde que eu cheguei, tudo que eu tentei colocar em prática tentou ser feito da melhor forma possível. Agora vamos seguir para ver até onde a gente chega", falou após o apito final ainda no gramado da Arena de Pernambuco.

O treinador revelou ainda que recusou algumas propostas antes de aceitar retornar pro Náutico e se revelou muito motivado com a nova oportunidade no clube que é torcedor declarado.

"Recebi outras proposta para trabalhar, mas recusei. Entendia que não podia aceitar o trabalho de elencos que não eram competitivos, você acaba se queimando. Estava louco pra trabalhar e, no momento certo, papai do céu abriu a porta, estamos vivendo isso outra vez", concluiu.

Roberto Fernandes e a quebra de jejuns no Náutico

Campeão em 2018, Roberto Fernandes encerrou, à época, um jejum de 14 anos do Náutico sem conquistar um título. Na final, o Timbu superou o Central e ficou com o título.

Desta vez, foi a vez dele encerrar um outro jejum, menos amargo, de 20 anos em que o Timbu não conseguia dois títulos em sequência. Ao bater o Retrô, o Náutico foi bicampeão pernambucano, o que não acontecia desde as conquistas em 2001 e 2002.

Comentários

Últimas notícias