covid-19

Em meio a coronavírus, Anvisa libera venda de álcool 70% nos supermercados

A fabricação e comercialização do produto pode ser feita sem prévia autorização da Anvisa

Manuela Figuerêdo
Manuela Figuerêdo
Publicado em 20/03/2020 às 11:33
Notícia
Foto: Tânia Rego/Agência Brasil
Anvisa libera venda de álcool 70% em supermercados - FOTO: Foto: Tânia Rego/Agência Brasil
Leitura:

Em virtude da emergência de saúde pública internacional relacionada ao covid-19, o novo coronavírus, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), determinou, através do Diário Oficial da União, a liberação da fabricação e comercialização, exclusivamente, do álcool 70%, nas suas diversas formas de apresentação. Essa decisão se aplica às empresas fabricantes de cosméticos e saneantes regularizadas, permitindo, assim, a venda em supermercados.

No decreto, foi feita a permissão, de forma temporária e emergencial, sem prévia autorização da Anvisa, da fabricação e comercialização do álcool 70%. As empresas devem seguir os critérios técnicos de qualidade estabelecido nos demais resoluções da Anvisa. 

Casos no Brasil e em Pernambuco

Na última quinta-feira (19), no Brasil, o balanço do Ministério da Saúde confirmou 621 casos, além de 6 óbitos em decorrência da doença.  Já em Pernambuco, o Governo de Pernambuco, em coletiva de imprensa, anunciou que o Estado já conta com 28 casos confirmados do novo coronavírus.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o mapa de casos

Podcast

Neste episódio do podcast "O Fato É", Thiago Wagner e Leonardo Spinelli conversam com duas brasileiras que estão isoladas em Portugal por causa da quarentena, com Cinthya Leite, repórter especializada em saúde do Jornal do Commercio, que fala sobre histeria e fake news. Quem fala neste episódio, ainda, é a sanitarista Joana Freire, diretora executiva de vigilância à saúde do Recife.

Comentários

Últimas notícias