Buscas

''Cansado e com fome'', Lázaro Barbosa está mais perigoso, aponta secretário de Segurança sobre 'serial killer do DF'

A busca por Lázaro Barbosa continua nesta quarta-feira (16). Ele é suspeito de matar quatro pessoas de uma mesma família em uma chácara em Ceilândia, no Distrito Federal

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 16/06/2021 às 14:40
Notícia
REPRODUÇÃO/POLÍCIA CIVIL
SUSPEITO Fugitivo teria roubado casa semanas antes de assassinato - FOTO: REPRODUÇÃO/POLÍCIA CIVIL
Leitura:

com informações do Correio Braziliense


O secretário de segurança de Goiás, Rodney Miranda, disse nesta quarta-feira (16), que o fugitivo Lázaro Barbosa, 32 anos, não se deslocou durante a madrugada, e agora, as forças policiais procuram por ele em pelo menos dois pontos na região entre as cidades de Edilândia e Girassol, no Entorno.

Lázaro é suspeito de matar uma família em Ceilândia, no Distrito Federal, na última semana e, desde então, segue escapando dos mais de 200 policiais empenhados em capturá-lo. O homem é acusado pela polícia de matar um casal e os dois filhos, de 21 e 15 anos, na última quarta-feira (9).

>> Saiba os crimes cometidos por Lázaro Barbosa, o serial killer do Distrito Federal

>> "É um monstro da pior espécie", diz pai de Lázaro Barbosa, o serial killer do DF

>> Lázaro Barbosa, serial killer do DF, pretendia fazer ritual macabro com família mantida refém, diz secretário

As buscas já entraram no oitavo dia e o secretário Miranda ressaltou que o perímetro foi restringido, para apertar o cerco ao suspeito. Por ora, o secretário descartou apoio da Força Nacional. Policiais de equipes especializadas do Distrito Federal e de Goiás atuam nas buscas. Miranda afirmou, ainda, que Lázaro está cansado e tem ainda mais dificuldade de conseguir comida. Ele ressalta que assim ele fica mais perigoso, mas também, mais vulnerável a ser capturado. "Estamos no encalço dele", afirmou. "Hoje vamos pegar".

No chão, policiais realizam buscas pelas trilhas, enquanto helicópteros também sobrevoam a área. Pelo menos dois pontos de bloqueio na rodovia foram montados, onde a Polícia Militar para veículos.

Segundo reportagem do Correio Braziliense, com a concentração das buscas em Edilândia, aumentou o movimento de moradores na BR-070, levando colchões e malas: eles estão deixando a cidade para se refugiar na casa de parentes no Entorno e no Distrito Federal. Quem tem chácara na região nem está indo para a propriedade.

Os investigadores acreditam que o homem "não está disposto a se entregar". Já o que dificulta ainda mais a localização do suspeito, conforme os investigadores, é que Lázaro é "um mateiro experiente, que anda e dorme pelas matas".

Ilana Casoy

A criminóloga e escritora Ilana Casoy, que escreveu um roteiro sobre o caso de Suzane von Richtofen e é uma das especialistas em serial killers no país, ressalta que Lázaro "precisa ser parado". Em entrevista ao G1, ela disse estar claro que ele Lázaro é uma pessoa perigosa. No entanto, para ela, ainda é cedo para traçar um perfil psicológico. "Ele é um fugitivo e precisa ser parado, ser preso porque é um cara de alta periculosidade, de grande experiência e está matando no caminho. Não é hora de pensar se ele é um serial killer, se teve uma infância traumática ou não, se ele é frio, psicótico, esquizofrênico, psicopata", diz.

Comentários

Últimas notícias