vacinação

Tarcísio Meira morreu por covid-19 mesmo com esquema vacinal completo. O que explica isso?

Morte do ator levanta dúvidas em relação à efetividade das vacinas contra covid-19

Marília Banholzer
Marília Banholzer
Publicado em 12/08/2021 às 17:25
REPRODUÇÃO INSTAGRAM
Casal Tarcísio e Glória recebeu duas doses da vacina contra a covid-19 - FOTO: REPRODUÇÃO INSTAGRAM
Leitura:

Mesmo tendo concluído o esquema vacinal contra a covid-19, recebendo duas doses da CoronaVac, o ator Tarcísio Meira, de 85 anos, morreu por complicações da doença. A morte levanta questionamentos sobre a real eficácia das vacinas em relação ao coronavírus.

Especialistas médicos, porém, explicam que um caso do tipo não significa um atestado de falta de efetividade dos imunizantes, mas, na verdade, o agravamento do quadro está intimamente ligado ao funcionamento do sistema imune do corpo.

Além de Tarcísio Meira, que faleceu, a esposa dele, Glória Menezes também contraiu covid-19 e está internada num hospital particular de São Paulo. De acordo com especialistas, a Coronavac – imunizante aplicado em Meira – tinha um eficácia de 49,9% em pessoas com mais de 80 anos, como Tarcísio. A idade do ator contribui para uma menor eficácia do imunizante. Aos 85 anos de idade, ele estava em uma faixa de idade em que há a chamada imunossenescência, que é o envelhecimento do sistema imune, responsável pelo combate às doenças no corpo humano.

Uma análise feita pela própria Coronavac revela que a vacina apresentou potência para evitar 80,1% das hospitalizações e 86% dos óbitos quando avaliados o público de 70 a 74 anos. Contudo, quando a análise é fatiada para quem tem 80 anos ou mais, há uma importante queda na robustez da proteção: a efetividade para hospitalizações cai para 43,4% e, de mortes, para 49,9%.

Além disso, é importante ressaltar que nenhuma vacina é 100% eficaz para casos sintomáticos, internações e mortes. Há, porém, pessoas que não apresentam resposta imune em todas as idades, mas a prevalência é maior entre os pacientes com idade mais avançada.

Especialistas na área de saúde afirmam que uma pessoa que tomou duas doses da vacina, independente do laboratório, não estará blindada contra a covid-19. O imunizante ajuda a minimizar a gravidade da doença. Com isso, a proteção de um percentual de pessoas, em específico, não configura como um “defeito” de determinada vacina, mas sim é esperado para o processo de imunização.

Diante desse cenário, especialistas em saúde pedem que mesmo as pessoas totalmente vacinadas usem máscara, mantenham o distanciamento social e evitem aglomerações. Essas são formas eficazes de evitar o contágio e medidas ainda muito necessárias diante do atual patamar de alta transmissão da covid-19 no Brasil. Em uma rede social, a nora do casal, Mocita Fagundes, mulher de Tarcísio Filho, chegou a dizer que os dois vinham se cuidando muito, mas que, por um "descuido", acabaram se contaminando.

Evolução do quadro clínico de Tarcísio e Glória Menezes

- Março de 2021: Tarcísio Meira e Glória Menezes recebem a 2ª dose da vacina contra covid-19, em São Paulo;

- 6 de agosto de 2021: o casal é diagnosticado com covid-19 e internado no Hospital Israelita Albert Einstein. Tarcísio foi direto para a UTI e intubado, Glória ficou no oxigênio;

- 10 de agosto de 2021: Tarcísio Meira passa por hemodiálise contínua;

- 12 de agosto de 2021: Tarcísio Meira falece em decorrência de complicações da covid-19;

- Glória Menezes segue internada, mas segundo informações do filho do casal, Tarcísio Filho, ela responde bem ao tratamento.

Globo/João Miguel Júnior
Tarcísio Meira - FOTO:Globo/João Miguel Júnior

Comentários

Últimas notícias