PANDEMIA

Brasil registra 96 mortes pelo coronavírus nas últimas 24 horas

A última vez que o País chegou neste patamar foi no dia 08 de novembro do ano passado, quando 88 pessoas morreram pelo coronavírus. Cinco Estados (Amazonas, Amapá, Ceará, Rondônia e Roraima) não apresentaram óbitos neste domingo (31)

Estadão Conteúdo Angela Fernanda Belfort
Estadão Conteúdo
Angela Fernanda Belfort
Publicado em 31/10/2021 às 21:56
Notícia
MIVA FILHO/SES
Mais de 117 milhões de pessoas estão vacinadas no Brasil - FOTO: MIVA FILHO/SES
Leitura:
O Brasil notificou 96 novas mortes pela covid-19 neste domingo, 31, o menor total diário do ano devido a uma correção de 33 óbitos negativos em Goiás. Os dados nos fins de semana costumam ser mais baixos pelo atraso nos registros, mas a última vez que o País chegou nesse patamar foi em 8 de novembro do ano passado, também domingo, quando 88 pessoas morreram pelo coronavírus. A média semanal de vítimas, que elimina essas distorções, mantém-se estável em 311, abaixo de 400 pelo 20º dia. O País já chegou a registrar quase 4 mil mortes por dia provocadas por complicações da covid-19, como ocorreu em março último. 
O número de novas infecções notificadas foi de 6.853, enquanto a média semanal de testes positivos é de 11.605. No total, o Brasil tem 607.860 mortos e 21.808.554 casos da doença. Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, g1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do governo, 20,99 milhões de pessoas se recuperaram do coronavírus no País.
São Paulo registrou 27 novas vítimas e o maior total para o período foi em Minas Gerais (30). Amazonas, Amapá, Ceará, Rondônia e Roraima não notificaram óbitos nas últimas 24 horas, enquanto Acre e Mato Grosso do Sul e Tocantins não divulgaram os dados atualizados deste domingo.
O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde 8 de junho do ano passado, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.
O Ministério da Saúde informou que foram registrados 6.761 novos casos e mais 130 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas. No total, segundo a pasta, são 21.810.855 pessoas infectadas e 607.824 óbitos. Os números são diferentes do compilado pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

VACINAÇÃO

Neste domingo (31), o número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou a 154.715.794, o equivalente a 72,53% da população total. Nas últimas 24 horas, 92,6 mil pessoas receberam a primeira aplicação da vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 Estados e Distrito Federal.

Entre os mais de 154 milhões de vacinados, 117,07 milhões estão com a imunização completa contra o coronavírus, o que representa 54,88% da população total. Nas últimas 24 horas, 1,2 milhão de pessoas receberam a segunda dose e outras 4,5 mil receberam um imunizante de aplicação única.
Neste domingo, 297,2 mil pessoas receberam a dose de reforço. Ao todo, o País já tem 8,6 milhões de brasileiros "revacinados".
Somando todas as vacinas aplicadas, o Brasil administrou 1,68 milhão de doses nas últimas 24 horas.
Hoje, o Paraná tem a maior proporção de totalmente vacinados no País, com 69,69% dos habitantes tendo recebido as duas doses ou aplicação única. São Paulo tem 80,54% da população total vacinada ao menos com uma dose contra o coronavírus, enquanto 67,63% tem o esquema vacinal completo. Os outros três Estados mais avançados na campanha são: Mato Grosso do Sul (64,31%), Rio Grande do Sul (60,83%) e Santa Catarina (58,61%).
 
 

Últimas notícias