PRESERVAÇÃO

Luta para salvar o jacarandá branco da extinção

Pesquisadores do Jardim Botânico do Recife estão estudando germinação para aumentar quantitativo da espécie

Claudia Parente
Claudia Parente
Publicado em 21/06/2015 às 8:30
Fernando da Hora/JC Imagem
FOTO: Fernando da Hora/JC Imagem
Leitura:

Além de um espaço de lazer e preservação ambiental, o Jardim Botânico do Recife (JBR), no Curado, Zona Oeste da capital, começa a se destacar como centro de pesquisa. A mais recente, ainda em andamento, tem um objetivo ambicioso: afastar o jacarandá branco (Swartzia pickelii) do risco de extinção. A árvore nativa da mata atlântica integra a lista das espécies ameaçadas, elaborada pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio). Nos 25,7 hectares do Jardim Botânico, há apenas três exemplares.

Responsável pela pesquisa, a engenheira florestal Ladivânia Nascimento explica que a primeira etapa do trabalho consiste em acompanhar o processo de germinação da semente para traçar parâmetros que permitam entender a ecologia da espécie. “O jacarandá-branco é praticamente desconhecido. Não existe quase nada escrito sobre ele”, comenta.

Nos últimos 90 dias, a equipe de Ladivânia coletou 200 sementes da espécie. Metade foi plantada em bandejas com areia lavada (para tirar impurezas) e a outra metade em amostras de solo natural. “Queremos ver se há diferença no desenvolvimento da radícula (processo de germinação).” Os primeiros resultados indicam que sim. “Constatamos que, no ambiente nativo, o crescimento é mais rápido”, revela Talita Lopes, estudante de engenharia florestal e estagiária do JBR.

A equipe mede a semente com um paquímetro digital para verificar o índice de crescimento ao longo da semana. “Conhecendo o processo de germinação, conseguiremos entender o que está acontecendo com a espécie”, informa Ladivânia. “Se a planta não apresenta problemas para germinar, então por que está ameaçada?”

Leia mais na edição digital do Jornal do Commercio deste domingo

Fernando da Hora/JC Imagem
Algumas sementes são colocadas em bacias com areia lavada. Outras, em amostra de solo natural - Fernando da Hora/JC Imagem
Fernando da Hora/JC Imagem
Sementes já estão germinando - Fernando da Hora/JC Imagem
Fernando da Hora/JC Imagem
Pesquisadores usam paquímetro digital para medir crescimento da semente - Fernando da Hora/JC Imagem
Fernando da Hora/JC Imagem
Ladivânia Nascimento mostra sementes de jacarandá branco - Fernando da Hora/JC Imagem
Fernando da Hora/JC Imagem
Jardim Botânico tem apenas três exemplares da espécie - Fernando da Hora/JC Imagem
Fernando da Hora/JC Imagem
Jacarandá branco no Jardim Botânico - Fernando da Hora/JC Imagem
Fernando da Hora/JC Imagem
Jacarandá branco adulto - Fernando da Hora/JC Imagem
Fernando da Hora/JC Imagem
Folha do jacarandá branco - Fernando da Hora/JC Imagem
Fernando da Hora/JC Imagem
Preguiça flagrada se alimentando de folhas em árvore do Jardim Botânico - Fernando da Hora/JC Imagem


O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias