Solenidade

Nova reitoria da Universidade de Pernambuco toma posse

Os professores Pedro Falcão e Socorro Cavalcanti, respectivamente reitor e vice-reitora, estarão à frente da instituição durante o quadriênio de 2015 a 2018

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 06/01/2015 às 10:55
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
FOTO: Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Atualizada às 12h28

Foi realizada na manhã desta terça-feira (6) a cerimônia de posse da nova reitoria da Universidade de Pernambuco (UPE). Os professores Pedro Falcão e Socorro Cavalcanti, respectivamente reitor e vice-reitora, estarão à frente da instituição durante o quadriênio de 2015 a 2018. A cerimônia ocorreu no auditório da Faculdade de Ciências da Administração da UPE, na Madalena, Zona Oeste do Recife.

Na solenidade, estiveram presentes o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, o ex-reitor da UPE, Carlos Calado, o reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Anísio Brasileiro, entre outras autoridades políticas. 

Otimista, o reitor Pedro Falcão enfatizou que está preparado para encarar o que ele denomina de "grande desafio". "Estou com muita vontade de trabalhar e fazer com que a Universidade continue crescendo da forma que ela está", afirmou. Entre os principais desafios apontados pelo reitor, estão a consolidação das unidades da UPE no interior e dos três hospitais da instituição, com atenção voltada ao Hospital Oswaldo Cruz. 

Pedro Falcão chamou atenção para a defasagem no quadro de servidores e docentes da Universidade, apontada como uma das prioridades de sua gestão. "A Universidade tinha 44 cursos e passou para 54, e o quadro de professores permaneceu o mesmo ao longo desse período", explicou. 

No final do mandato, o ex-governador João Lyra Neto oficializou a criação de 280 novas vagas para cargos de docentes e técnico-administrativo. Destas, 50 já estão autorizadas para concurso. "Mesmo assim, essas 50 vagas são insuficientes para que os nossos cursos funcionem da forma que devem estar funcionando", admitiu Pedro Falcão.

Em sua fala, o governador Paulo Câmara afirmou que, em sua gestão, o processo de interiorização da UPE será consolidado. "Por parte do governo, não vai faltar apoio, trabalho e dedicação", disse. Nos discursos do ex-reitor, Carlos Calado, e da vice-reitora, Socorro Cavalcanti, o governador foi cobrado pela abertura de novos concursos para professores e servidores. Em resposta, Paulo Câmara afirmou ter conhecimento da defasagem de docentes e que irá discutir com o seu Núcleo de Governo, mas não deu prazo para a criação de novas vagas.

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias