protesto

Marcha da Maconha pede mais debate sobre descriminalização

Movimento transcorreu com tranquilidade

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 22/05/2011 às 17:39
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Durante uma hora e meia, cerca de mil manifestantes estiveram nas ruas do Centro do Recife pela quarta edição da Marcha da Maconha, pedindo a ampliação do debate sobre descriminalização da planta e políticas de redução de danos. O movimento transcorreu com tranquilidade, saindo da Rua da Moeda por volta das 15h15 e retornando ao mesmo ponto antes das 17h. "Nós queremos legalizar para garantir o comércio para os usuários e para que a planta seja usada com fins medicinais e industriais", explicou Gilberto Lucena, um dos organizadores.

Durante o trajeto, os participantes vaiaram a polícia de São Paulo, que repreendeu a Marcha da Maconha que ocorreria na cidade no último sábado (21). Por outro lado, como forma de agradecimento ao Ministério Público de Pernambuco, que desistiu de pedir na Justiça a proibição da passeata no Recife, os integrantes fizeram uma parada em frente ao prédio do órgão. Cerca de 40 policiais do 16º Batalhão monitoraram o evento.

 

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Manifestantes pedem a descriminalização da maconha - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Manifestantes pedem a descriminalização da maconha - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Manifestantes pedem a descriminalização da maconha - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Manifestantes pedem a descriminalização da maconha - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Manifestantes pedem a descriminalização da maconha - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Manifestantes pedem a descriminalização da maconha - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Últimas notícias