Praia do Cupe

Morte de casal encontrado com sinais de afogamento não será investigada

De acordo com delegado, não há necessidade de investigação, já que a causa do acidente está confirmada

Emídia Felipe
Emídia Felipe
Publicado em 04/08/2011 às 19:26
Foto: reprodução/Facebook
De acordo com delegado, não há necessidade de investigação, já que a causa do acidente está confirmada - FOTO: Foto: reprodução/Facebook
Leitura:

A morte do casal de turistas encontrado com sinais de afogamento na Praia do Cupe, em Ipojuca, Grande Recife, nesta quinta-feira (4), não será investigada pela polícia.

Marcos de Almeida Augusto, de 23 anos, e Daniela Silva de Augusto, 20, vieram de Brasília, estavam em lua de mel, hospedados no Hotel Armação desde o dia 29 de julho e iriam embora na sexta (5). Ambos chegaram a ser socorridos num posto médico, mas não resistitam e morreram.

"Não há necessidade de investigação. Está confirmado que a causa da morte foi afogamento", afirmou com clareza Paulo Rameh, delegado titular de Porto de Galinhas. Na sexta (4), as pessoas estavam na praia no momento do acidente e as que prestaram socorro às vítimas serão ouvidas pela polícia.

A polícia entrou em contato com a mãe da jovem. De acordo com o delegado, ela está bastante abalada. Os familiares do rapaz ainda não foram localizados.

Os corpos do casal serão encaminhados ainda nesta noite ao Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife. Como procedimento padrão, eles serão periciados.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias