Grande Recife // violência

Professora baleada com cinco tiros tem morte cerebral no HR

O principal suspeito de ter cometido o crime é o ex-companheiro dela

Aline Souza
Aline Souza
Publicado em 10/12/2011 às 10:19
Leitura:

A professora Izaelma Cavalcante Tavares, 36 anos, que foi baleada com cinco tiros no último sábado (3), teve morte encefálica no começo da tarde desta sexta-feira (9). Ela permanece internada na Unidade de Tratamento Intesivo (UTI) do Hospital da Restauração (HR), no Derby, área central do Recife, onde respira com a ajuda de aparelhos e ainda apresenta batimentos cardíacos.

Da quinta (8) para sexta, os médicos perceberam uma piora no quadro de saúde da professora. Foi realizada uma tomografia na paciente, que detectou a morte cerebral.

Izaelma estava em casa - no Bairro Novo, em Olinda, Região Metropolitana do Recife - quando foi atingida com cinco disparos, que atingiram o tórax e a cabeça. O principal suspeito de ter cometido o crime é o ex-companheiro dela, o policial civil da Delegacia do Turista Eduardo Moura Mendes, 50 anos.

ACIDENTE
- A viatura do Corpo de Bombeiros que levava Izaelma ao Hospital da Restauração capotou após colidir com um carro, na Avenida Agamenon Magalhães, próximo ao prédio do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE), no sentido Olinda-Boa Viagem. No acidente, dois bombeiros ficaram levemente feridos, mas já tiveram alta hospitalar.

A Corregedoria da Secretaria de Defesa Social abriu um procedimento administrativo disciplinar para apurar a conduta irregular praticada pelo policial.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias