recife

Policiais e rodoviários em greve entram em confronto

Motoristas, fiscais e cobradores iniciaram protesto no Centro do Recife na tarde desta terça

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 03/07/2012 às 20:56
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
FOTO: Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Leitura:

Atualizada às 23h

Policiais e rodoviários que aderiram ao movimento grevista antecipadamente entraram em confronto na noite desta terça-feira (3), no Centro do Recife. Vários motoristas, fiscais e cobradores foram ao cruzamento da Avenida Conde da Boa Vista com a Rua da Aurora protestar por aumento salarial após a categoria decretar greve em assembleia realizada durante a tarde. Quatro pessoas foram detidas. Um grupo foi à Delegacia da Boa Vista acompanhar a situação até a liberação dos detidos.

Um novo protesto está marcado para começar às 6h desta quarta-feira (4) em frente ao prédio dos Correios, na área central do Recife. A manifestação contará com o apoio de outras centrais sindicais. Simone Fontana, coordenadora licenciada do Sindicato dos Professores da Rede Municipal do Recife (Simpere), afirmou que a central disponibilizará carro de som e panfleto. "Consideramos legítima a manifestação. Além de apoio material, oferecemos apoio político. Alguns diretores do sindicato participarão da manifestação, além de representantes dos Correios, do movimento estudantil e da Central Sindical e Popular (CSP-Conlutas)".

A manifestação teve início no final da tarde, quando um grande número de motoristas abandonou os veículos parados na ponte Duarte Coelho, na Boa Vista, e se colocou no cruzamento, travando todo o trânsito do Centro. Alguns ônibus tiveram os pneus furados para dificultar ainda mais a retirada.

Por volta das 20h, policiais militares presentes no local garantiram a retirada dos veículos por parte de funcionários das empresas de ônibus. Os que estavam com pneus furados foram guinchados, desobstruindo a via. A greve terá continuidade, mas 30% da frota estará nas ruas.

O Metrorec informou que vai reforçar o número de trens se for preciso para garantir o atendimento à população. Estima-se que o número de usuários durante o dia salte de 250 mil para 300 mil por conta da greve dos ônibus. Haverá reforço sobretudo nos horários de pico pela manhã e à noite.

Os rodoviários cobram um aumento salarial de 30%, mas os representantes das empresas de ônibus chegaram a oferecer 8%. O sindicato da categoria acenou para uma suspensão da greve. Não contou, porém, com a adesão da categoria. Uma reunião marcada para ocorrer esta quarta-feira (4) entre os rodoviários e representantes do patronato foi desmarcada, segundo o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Patrício Magalhães, sem explicar o motivo.

Entre as reivindicações de alguns manifestantes está a mudança na direção sindical. "O sindicato virou as costas para a categoria. Vamos formar uma nova comissão para mudar o comando, mas sabemos que não será fácil", contou José Adriano Santos, motorista e um dos líderes do protesto.

Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Motoristas abandonaram os ônibus em vias do Bairro da Boa VIsta - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Manifestantes dirigiram-se para o cruzamento da Conde da Boa Vista com a Rua da Aurora - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Manifestantes dirigiram-se para o cruzamento da Conde da Boa Vista com a Rua da Aurora - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Manifestantes dirigiram-se para o cruzamento da Conde da Boa Vista com a Rua da Aurora - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Motoristas, fiscais e cobradores decidiram pela greve em assembleia nesta terça - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Manifestantes dirigiram-se para o cruzamento da Conde da Boa Vista com a Rua da Aurora - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Manifestantes dirigiram-se para o cruzamento da Conde da Boa Vista com a Rua da Aurora - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Policiais militares estão nas ruas para garantir a ordem. - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Policiais militares estão nas ruas para garantir a ordem. - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Manifestantes dirigiram-se para o cruzamento da Conde da Boa Vista com a Rua da Aurora - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Manifestantes dirigiram-se para o cruzamento da Conde da Boa Vista com a Rua da Aurora - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Ônibus com um dos pneus furados no cruzamento da Conde da Boa Vista com Rua da Aurora - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Motoristas, fiscais e cobradores decidiram pela greve em assembleia nesta terça - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Motoristas, fiscais e cobradores decidiram pela greve em assembleia nesta terça - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
À noite, o clima entre policiais e manifestantes ficou mais tenso. Quatro foram detidos - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
À noite, o clima entre policiais e manifestantes ficou mais tenso. Quatro foram detidos - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
À noite, o clima entre policiais e manifestantes ficou mais tenso. Quatro foram detidos - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
À noite, o clima entre policiais e manifestantes ficou mais tenso. Quatro foram detidos - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
À noite, o clima entre policiais e manifestantes ficou mais tenso. Quatro foram detidos - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
À noite, o clima entre policiais e manifestantes ficou mais tenso. Quatro foram detidos - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
À noite, o clima entre policiais e manifestantes ficou mais tenso. Quatro foram detidos - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
À noite, o clima entre policiais e manifestantes ficou mais tenso. Quatro foram detidos - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/JC Imagem
À noite, o clima entre policiais e manifestantes ficou mais tenso. Quatro foram detidos - Foto: Bernardo Soares/JC Imagem

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias