medicina

Investigada suspeita de Mal da Vaca Louca em paciente no Recife

Idoso deu entrada no Hospital D'Avila com sintomas típicos da doença. Exame de sangue realizado em São Paulo revelou protéina ligada à enfermidade

Do NE10
Do NE10
Publicado em 06/07/2012 às 13:47
Leitura:

Um exame realizado em São Paulo confirmou, nesta sexta-feira (6), que um paciente internado no Hospital D'Avila, no Recife, têm a proteína que indica o mal da vaca louca em humanos.

"A doença só pode ser completamente confirmada com um exame após a morte do paciente, mas ele apresenta todos os sintomas e com esta confirmação do laboratório, é quase certo que ele tenha a doença", disse o diretor médico do hospital, Marcelo Dantas.

Ainda de acordo com o médico, a vigilância sanitária já foi notificada e esteve presente no hospital. "É preciso alertar que esta doença não é transmissível entre seres humanos. Todos os funcionários e os demais pacientes estão seguros aqui", destacou Marcelo Dantas.

» Confira entrevista feita pela Rádio Jornal com o médico Marcelo Dantas:

Com a confirmação do exame realizado em São Paulo, a vigilância sanitária do Estado agora deve começar a investigar como o paciente foi infectado.

PACIENTE - O idoso de 70 anos deu entrada no Hospital D'Ávila no dia 18 de abril, apresentando um quadro neurológico. Várias possibilidades foram testadas até que foi cogitado que ele poderia estar com o mal da vaca louca, por apresentar todos os sintomas conhecidos, como demência, confusão mental e perda de coordenação motora.

O exame do líquido cefalorraquidiano, fluido que ocupa o espaço entre o crânio e o córtex cerebral, foi feito e encaminhado para análise em São Paulo, já que nenhum hospital do Nordeste faz o procedimento. O resultado chegou nesta sexta-feira (6), confirmando a presença da proteína príon. O paciente permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade médica e respira com ajuda de aparelhos.

Últimas notícias