Zona Oeste

Protesto contra falta de iluminação pública fecha Abdias de Carvalho

Moradores dos Torrões queimaram pneus para reclamar do desligamento dos postes do local, depois que um aposentado foi eletrocutado na avenida

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 24/07/2013 às 9:25
Foto: @millamiguel / Twitter
Moradores dos Torrões queimaram pneus para reclamar do desligamento dos postes do local, depois que um aposentado foi eletrocutado na avenida - FOTO: Foto: @millamiguel / Twitter
Leitura:

Os moradores do bairro dos Torrões, na Zona Oeste do Recife, promoveram um protesto na Avenida Abdias de Carvalho na manhã desta quarta-feira (24). Eles fecharam a via nas proximidades da lombada eletrônica para reclamar da falta de iluminação pública no local. Com o tráfego interrompido nos dois sentidos, por cerca de duas horas, a Abdias ficou bastante congestionada.

Segundo os manifestantes, os postes da Abdias de Carvalho estão desligados há mais de um mês. A medida foi tomada depois que o aposentado Nilson Inácio Torres, de 59 anos, foi eletrocutado no local no dia 22 de junho. A falta de iluminação pública tem deixado a população insegura. Segundo a moradora Edna de Santos, o número de assaltos e acidentes que acontecem na via aumentou no último mês por causa do escuro.

O protesto desta manhã começou cedo com os moradores ateando fogo em pneus para fechar a avenida. Por volta das 9h, o Corpo de Bombeiros esteve no local e controlou as chamas. Depois disso, o tráfego foi liberado. Inconformados com a situação, alguns moradores revelaram que pretendem realizar uma nova manifestação no fim desta tarde.

Este não é o primeiro dia em que a população fecha a avenida para reclamar da situação. Eles realizaram outros protestos no dia 22 de junho, quatro dias depois da morte do aposentado, e na quarta-feira passada (17 de julho). Dessa vez, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) se manifestou sobre a reclamação e afirmou que a manutenção da iluminação pública do Recife é de responsabilidade da prefeitura.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias