CONSCIENTIZAÇÃO

Campanha quer evitar sujeira de animais de estimação nas ruas

Iniciativa da Universidade Rural de Pernambuco visa combater o acúmulo de fezes de gatos e cães

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 07/02/2014 às 19:16
Leitura:

Mais do que sujar e causar mau cheiro, as fezes de cães e gatos podem transmitir doenças como verminoses, infecções intestinais, doenças de pele e até cegueira. Para conscientizar a população sobre o assunto, a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), através do Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, iniciará campanha, neste sábado, a partir das 8h, na Praça Souto Filho, conhecida como Praça dos Cachorros, em frente ao Parque da Jaqueira. 

Durante a ação, serão distribuídos saquinhos e luvas biodegradáveis, vermífugos, e material informativo sobre os riscos dos cocôs dos pets em via pública. Haverá esquetes teatrais e grupos musicais. Depois da Jaqueira, a campanha vai para outros bairros, em vias de grande circulação de animais, e escolas. Além de informar, a iniciativa pretende estimular a colocação de lixeiras específicas para recolhimento de fezes em vias públicas, praças, prédios e condomínios residenciais, o que facilita a coleta e a destinação correta.

O projeto conta com o apoio de empresas privadas (Royal Canin, Hospital Veterinário Harmonia, Hills e Bayer) e públicas (CRMV, Anclivepa-PE e Emlurb), oito professores e 20 estudantes de vários cursos da Rural, sendo coordenada pelos professores Marcelo Weinstein Teixeira e Anísio Francisco Soares. Ele faz parte de um programa mais amplo relacionado aos riscos da relação homem/animal em centros urbanos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias