Protesto

Comunidade do Coque protesta morte de menino atropelado por metrô

De acordo com a família de Max Mateus Antônio do Nascimento, ele foi atropelado por uma composição do metrô

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 08/11/2015 às 13:07
Foto: Tato Rocha/ JC Imagem
De acordo com a família de Max Mateus Antônio do Nascimento, ele foi atropelado por uma composição do metrô - FOTO: Foto: Tato Rocha/ JC Imagem
Leitura:

Moradores da comunidade do Coque atearam fogo a pneus e interromperam a passagem do metrô nas imediações da estação Joana Bezerra, na tarde deste domingo (8), em protesto pela morte de um menino de 10 anos. 

De acordo com a família de Max Mateus Antônio do Nascimento, ele foi atropelado por uma composição do metrô. Além disso, a população se queixa da falta de manutenção dos muros. De acordo com moradores, uma criança foi atingida pela queda de uma das placas que deveria assegurar que ninguém entrasse nos trilhos.  

A população invadiu os trilhos e jogou pedras nas composições. O Gati reagiu com balas de borracha. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 12h15 para controlar as chamas. 

Últimas notícias