Saúde

Hospital da Mulher entra em funcionamento dia 9 de maio, no Recife

O Hospital da Mulher fica no Curado, bairro da Zona Oeste da Cidade, e tem capacidade para 400 partos por mês

Da Editoria Cidades
Da Editoria Cidades
Publicado em 27/04/2016 às 13:33
Foto: Cleide Alves/Especial para o JC Imagem
O Hospital da Mulher fica no Curado, bairro da Zona Oeste da Cidade, e tem capacidade para 400 partos por mês - FOTO: Foto: Cleide Alves/Especial para o JC Imagem
Leitura:

O Hospital da Mulher, instalado às margens da BR-101 Sul, no Curado, bairro da Zona Oeste do Recife, entra em funcionamento a partir de 9 de maio de 2016, apenas para a realização de exames de imagens (ultrassonografia, ressonância, tomografia) e atendimento ambulatorial. O serviço de parto está previsto para começar em junho ou julho.

Construída pela Prefeitura do Recife, a unidade especializada na assistência materno-infantil será gerenciada pelo Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), vencedor da licitação, pelos próximos dois anos. Em visita ao novo prédio, na manhã desta quarta-feira (27), o superintendente geral o HCP, Hélio Fonseca, disse que a abertura do Hospital da Mulher será de forma modulada.

“Primeiro, vamos oferecer os exames de imagens e o setor de ambulatório. Depois, começam os partos e na sequência implantamos os outros serviços”, diz Hélio Fonseca. A expectativa é realizar de três a quatro mil consultas ambulatoriais por mês. O hospital tem capacidade para fazer 400 partos e 250 cirurgias por mês.

O prefeito do Recife, que promoveu a visita às dependências da unidade de saúde, citou a Casa das Mães como um diferencial do Hospital da Mulher. “Mães com bebês internados poderão ficar hospedadas aqui para acompanhar o filho. Isso é muito importante na recuperação das crianças”, afirma o prefeito. Ele também destacou o setor criado para o atendimento de mulheres vítimas de violência sexual.

“Esse é um momento de muita fragilidade para a mulher, vamos oferecer a elas um local mais humanizado para a realização de exames”, declara Geraldo Julio. Idosas também terão uma atenção especial para exames e consultas, promete o prefeito.

Com a abertura do Hospital da Mulher, a previsão da prefeitura é ampliar em quase 30% a capacidade de realização de partos na rede municipal de saúde. Outra novidade é a presença de banheira para conduzir partos humanizados.

A unidade custou R$ 114 milhões (obra, equipamentos e mobiliário) com recursos municipais (378%), federais (38%) e estaduais (25%). “É o primeiro hospital construído pela Prefeitura do Recife, em toda a história da cidade”, declara Geraldo Julio.

No fim da visita, em solenidade no auditório do hospital, Hélio Fonseca e o prefeito assinaram o contrato de gestão do Hospital da Mulher. A festa de inauguração, inicialmente programada para o Dia das Mães, 8 de maio, foi adiada para as 9h da segunda-feira, 9 de maio.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias