Assistência social

Cervac comemora 30 anos de atividades no Morro da Conceição em 2018

Com sede na Zona Norte do Recife, o Centro de Reabilitação e Valorização da Criança (Cervac) oferece serviços gratuitos a pessoas com deficiências

Cleide Alves
Cleide Alves
Publicado em 09/05/2018 às 9:49
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
FOTO: Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Leitura:

Desde o dia 27 de junho de 1988, há quase 30 anos, o Centro de Reabilitação e Valorização da Criança (Cervac) escreve sua história no Morro da Conceição, Zona Norte do Recife. A instituição, sem fins lucrativos, foi criada por três amigos do bairro para assistir 64 meninos e meninas da comunidade com deficiências variadas. Hoje, o Cervac atende 350 pessoas de mais de 30 municípios.

O centro oferece serviços gratuitos de psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia e terapia ocupacional a crianças e adultos com deficiência e comprometimento neurológico. “Desenvolvemos um trabalho integral para garantir a inclusão na sociedade”, afirma a coordenadora do Cervac, Michele Cristina Santos da Silva.

É lá que Débora Priscila de Barros Alves e Janaína Silva dos Santos passam as tardes de segundas e quartas-feiras acompanhando as filhas, ambas com 2 anos, nascidas com microcefalia. “Sara é outra menina depois de entrar no Cervac, ela mudou para melhor, interage muito mais”, declara a dona de casa Janaína Silva, moradora de Nova Descoberta, na Zona Norte.

Mãe de Ana Sofia, a dona de casa Débora Priscila também destaca o desenvolvimento da criança com as sessões de fisioterapia, terapia ocupacional e fonoaudiologia. “Jamais teria como fazer esse tratamento se fosse particular”, afirma Débora Priscila, de Casa Amarela, na mesma região. Quando as crianças são muito pequenas, pais e mães participam dos exercícios.

Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Centro de Reabilitação e Valorização da Criança (Cervac), no Morro da Conceição, faz 30 anos em 2018 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Mães de crianças atendidas no Cervac participam das atividades de fisioterapia com os filhos - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
O Cervac oferece serviços de fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional, entre outros - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
O Cervac funciona na Rua Praça Morro da Conceição, Zona Norte do Recife com atendimento gratuito - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
O Cervac, no Morro da Conceição, funciona de segunda a sexta-feira e assiste 350 pessoas no momento - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Banda Cervac Uma Força Especial, fundada em 1994, tem dois CDs gravados com composições próprias - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Cervac atende casos de deficiência com comprometimento neurológico na Zona Norte do Recife - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

 

Eles passam por treinamentos no Cervac, informa a fisioterapeuta Rose Magna Domingos da Silva. “É um trabalho importante porque ajuda o profissional a chegar junto dos pequenos, quando os pais participam, abrem espaço para a gente”, explica Rose Magna, que entrou como mãe de paciente e agora trabalha no centro.

“A evolução é lenta, mas percebemos as melhoras”, diz o auxiliar de produção Noel Virgolino, pai de Laura, 2 anos. “Normalmente quem vem é a mãe, mas como estou de férias posso acompanhar as sessões”, diz. A garota nasceu com microcefalia. Atendidos no Cervac também recebem apoio educacional e têm aulas de música e dança.

Crianças que ingressaram no centro, em 1988, hoje fazem parte da Banda Cervac Uma Força Especial, comenta a fonoaudióloga Alba Lopes, coordenadora da área de saúde e uma das fundadoras da ONG. Criado em 1994, o grupo tem 11 integrantes e o repertório passeia do maracatu ao reggae, com composições próprias.

As letras, com temáticas sociais, chamam a atenção para o preconceito. “Identificamos as habilidades rítmicas e formamos a banda. Antes, saíamos para mostrar nossa capacidade, agora nos apresentamos para socializar nossa alegria”, declara Manoel Santana, fundador do grupo musical.

“Iniciamos com atendimento a crianças, mas ampliamos. Ano passado começamos a oferecer serviços para pessoas com AVC, nosso paciente mais velho tem 89 anos”, informa Alba Lopes, que fundou o Cervac com Marcos Ferreira e Mauricéa Santiago, e apoio do então pároco do Morro, padre Reginaldo Veloso.

Show

O centro tem convênio com o SUS, a Prefeitura do Recife, um instituto alemão, o Visão Mundial e colaboradores individuais. O mais recente parceiro é o cantor, compositor e rabequeiro Maciel Salú, que fará show sexta-feira (11/05), às 20h30, no Teatro de Santa Isabel, Centro do Recife, com renda destinada ao Cervac.

O espetáculo terá participação da cantora Isaar, do cantor Cannnibal e do maestro Israel de França. O ingresso, a R$ 20 (preço único), pode ser adquirido na bilheteria do teatro e no Sympla (http://bit.ly/Maciel-Salu-CERVAC).

Saiba como colaborar

Valor

Amigo Bronze – R$ 10
Amigo Prata – R$ 20 a R$ 50
Amigo Ouro – Acima de R$ 50

Formas de Recolhimento

Depósito no Banco do Brasil (Agência 2802-9, Conta Corrente 10.635-6)
Local de trabalho
Em domicílio

CNPJ da instituição: 24.566.754/0001-71

E-mail: cervac@globo.com
Blog: cervacrecife.blogspot.com

Endereço: Rua Praça Morro da Conceição, 211
Telefone: 81 3268-8527

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias