Meio Ambiente

Prefeitura de Camaragibe descumpre embargo da CPRH e retoma obra em Aldeia

Segundo a gestora da APA, a prefeitura será multada novamente e autuada por crime ambiental

Marina Costa
Marina Costa
Publicado em 11/10/2018 às 12:58
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Segundo a gestora da APA, a prefeitura será multada novamente e autuada por crime ambiental - FOTO: Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Leitura:

A Prefeitura de Camaragibe descumpriu, na manhã desta quinta-feira (11), o embargo da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) da obra de abertura de uma estrada na Área de Proteção Ambiental (APA) Aldeia-Beberibe. Segundo a gestora da APA, Cinthia Lima, a prefeitura será multada novamente e autuada por crime ambiental.

A estrada, no Parque Municipal de Aldeia dos Camarás, próximo a PE-027, em Aldeia, Grande Recife, começou a ser construída nessa terça-feira (9) e a continuação da obra foi impedida nessa quarta-feira (10) por não possuir licença ambiental. A prefeitura foi multada em R$ 14.081,26 e prefeito do município, Desmóstenes Meira, também foi multado, no valor de R$ 10 mil por tentar impedir a fiscalização no local.

"A gente recebeu novas denúncias de que a obra teria sido retomada desde às 5h da manhã", afirmou Cinthia Lima. "Ao chegar (no local), percebemos a retomada da obra, descumprindo o embargo que a gente tinha dado ontem, em virtude do licenciamento ambiental", contou.

Ainda de acordo com a gestora da APA, o parque possui oito hectares e dois estão destinados à preservação da nascente do Rio Pacas, um dos principais afluentes do Rio Beberibe, que está incluso na APA Aldeia-Beberibe. Com a construção da estrada, um trecho do Rio Parcas teria que ser aterrado.

"O parque nacional fica dentro da área de proteção Aldeia-Beberibe, que é o maior remanescente de Mata atlântica ao norte do São Francisco, que é muito importante pra conectividade, manutenção da biodiversidade e pra preservação dos recursos hídricos", conta a gestora.

A APA Aldeia-Beberibe estava mantendo uma relação próxima com a Prefeitura de Camaragibe, pois, em 2013, já tinha sofrido um embargo pelo início de atividades sem a licença ambiental. O Parque Aldeia foi regularizado pela CPRH em 2018.

Além das multas, a prefeitura será responsável por providenciar o replantio da vegetação.

Nota da Prefeitura de Camaragibe

Em nota, a Prefeitura de Camaragibe afirmou que iniciou uma ação emergencial com a construção de uma via paralela, onde a avenida será para a entrada do bairro e a nova estrada para a saída, além da Rua do Cajá, que será uma via alternativa de mão e contramão. A intenção é melhorar a fluidez do tráfego na Avenida Vera Cruz e deverá beneficiar 10 mil moradores que são a favor do projeto. 

Sobre a vegetação, a prefeitura informou que será replantada em um espaço de, aproximadamente, seis metros do original, ainda dentro da área demarcada. Nenhuma área preservada será prejudicada, pois a estrada passará por cima, sem a necessidade de aterramento.

Confira a nota na íntegra:

Com a intenção de melhorar a fluidez do tráfego na Avenida Vera Cruz, a Prefeitura de Camaragibe iniciou uma ação emergencial com a construção de uma via paralela, onde a avenida será para entrada no bairro, a nova estrada para a saída e a rua do Cajá uma via alternativa de mão e contramão. As reclamações, de moradores, chegaram incansavelmente ao prefeito Demóstenes Meira, também morador de Aldeia, que prometeu uma solução rápida e decidiu atender à população com caráter de urgência.

Sobre a vegetação, será replantada em um espaço de aproximadamente seis metros do original, ainda dentro da própria área demarcada. É importante frisar também, que o que é alegado como nascente, está seco há anos e, mesmo assim, não será prejudicada nenhuma área preservada, pois a estrada passará por cima sem necessidade de aterramento.

A obra beneficiará diretamente mais de 10 mil moradores, dos quais se encontram a favor do projeto.

Em negociação com as autoridades ambientais, a Prefeitura Municipal irá redefinir o projeto em questão para benefício da população local e da área preservada.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias