RELIGIÃO

Primeira fase de processo de beatificação de dom Helder Camara é concluída

Sessão de encerramento da etapa diocesana ocorreu na manhã desta quarta-feira, na Cúria Metropolitana

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 19/12/2018 às 12:23
Foto: Leo Motta / JC Imagem
Sessão de encerramento da etapa diocesana ocorreu na manhã desta quarta-feira, na Cúria Metropolitana - Foto: Leo Motta / JC Imagem
Leitura:

Foi concluída, na manhã desta quarta-feira (19), a fase diocesana do pedido de beatificação e canonização do arcebispo emérito de Olinda e Recife, dom Helder Camara. O processo, iniciado em maio de 2015, durou três anos e sete meses. A sessão de encerramento ocorreu no Palácio dos Manguinhos, sede da Cúria Metropolitana, bairro das Graças, Zona Norte da capital pernambucana. Coube ao arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, conduzir a cerimônia, prestigiada por dezenas de amigos e colaboradores do Dom da Paz.

Três caixas de madeira, cada uma contendo 1.220 páginas de documentos, foram lacradas. Nelas estão cópias de declarações, juramentos, depoimentos, atos e relatórios das comissões teológica e histórica, que analisaram os escritos do arcebispo emérito. Uma delas ficará guardada na própria arquidiocese. Outras duas seguirão para Brasília. De lá, a Nunciatura Apostólica, órgão oficial da Igreja Católica, ficará responsável pelo envio para o Vaticano, em Roma, na Itália.

"Hoje é um dia histórico para a nossa arquidiocese, para o Brasil e para o mundo. A partir de agora, o processo continua em Roma. Dom Helder viveu inteiramente para a Igreja, muito atento aos probres. Foi um sacerdote além do seu tempo, contribuiu para a criação da CNBB e da Celam, por exemplo. Teve muita influência nacionalmente e internacionalmente", comentou dom Fernando.

“A nossa esperança se projeta para o ano de 2020, quando a Arquidiocese de Olinda e Recife sediará o XVIII Congresso Eucarístico Nacional. Temos fé na Santa Eucaristia, confiamos que, até lá, receberemos notícias positivas sobre a análise do processo de dom Helder na Congregação da Causa dos Santos", diz dom Fernando.

ROMA

Frei Jociel Gomes, postulador da casa de dom Helder, acredita que em janeiro essas caixas chegarão em Roma. Ele será chamado para acompanhar a abertura dessas caixas. Começa, então, a etapa romana. "Dom Helder foi um homem de Deus e referencial no seu tempo. Hoje, mais do que nunca, precisamos de referências como ele, que sempre lutou pelos menos favorecidos", destacou.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias