ASSASSINATO

Mulher é morta a golpe de foices pelo enteado em São Caetano

Segundo a Polícia Militar, o responsável pelo assassinato de Maria Aparecida, de 52 anos, teria problemas psicológicos

Ana Tereza Moraes
Ana Tereza Moraes
Publicado em 25/01/2019 às 11:44
Foto: Reprodução/TV Jornal
Segundo a Polícia Militar, o responsável pelo assassinato de Maria Aparecida, de 52 anos, teria problemas psicológicos - FOTO: Foto: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Uma mulher de 52 anos, identificada como Maria Aparecida, foi morta a golpes de foice pelo enteado nesta quinta-feira (24). O crime aconteceu no Sítio Maniçoba, zona rural de São Caetano, no Agreste pernambucano. De acordo com a polícia, o enteado responsável pelo assassinato teria transtornos psicológicos e já era conhecido na unidade.

O marido da vítima, Gaudêncio Antonio da Silva, presenciou todo o crime e conta com detalhes como tudo aconteceu. "Estava eu, ele, meu menino e ela. Aí ela disse ‘vamo tomar café?’, e ele estava deitado no sofá. Ele levantou-se de uma vez e disse ‘eu vou matar os dois agora, vou pegar a foice!’, que estava no quarto”, relembra. Gaudêncio afirma que tentaram escapar do enteado, mas que apenas ele conseguiu fugir.

Conhecido da polícia

De acordo com o policial militar Nil Cleyton, que esteve no local do crime, o suspeito já era conhecido pela polícia. "Em outras vezes a gente veio, dando apoio ao Samu, porque trata-se de uma pessoa que tem problemas psicológicos e que já ateou fogo no próprio corpo, inclusive. A gente teve que conduzi-lo ao hospital da cidade de São Caetano. O pai dele tinha muito medo, falava que ele deveria ser internado”, conta o agente.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias