LUTO

Famílias aguardam a liberação dos corpos de vítimas soterradas

Doze pessoas morreram em decorrência de fortes chuvas no Grande Recife, na última quarta-feira (24)

JC Online JC Online
JC Online
JC Online
Publicado em 25/07/2019 às 10:11
Foto: Reprodução / TV Jornal
Doze pessoas morreram em decorrência de fortes chuvas no Grande Recife, na última quarta-feira (24) - FOTO: Foto: Reprodução / TV Jornal
Leitura:

Na manhã desta quinta-feira (25), em torno de cinco famílias aguardam no Instituto de Medicina Legal (IML), na área central do Recife, a liberação dos corpos das doze vítimas que morreram em decorrência de deslizamentos de barreira causados pela chuva da última quarta-feira (24).

Dos doze corpos, onze já foram necropsiados. O único que resta é o de Maria Eduarda, grávida de oito meses, que morreu junto a dois irmãos e o pai após sua casa ser soterrada no município de Abreu e Lima.

Ainda esperam pelos corpos os parentes de Adalmir, também de Abreu e Lima, e os familiares de Elisângela e de Diego Nascimento, que moravam no bairro de Caixa D'água.

Sepultamento

Os parentes de Maria Eduarda informaram que as vítimas da família serão sepultadas no Município de Camocim de São Félix, no agreste pernambucano. Já o corpo de Adalmir será velado no Cemitério de Casa Amarela, às 16h desta quinta-feira (25), de acordo com parentes.

Últimas notícias