obras

Às vésperas do Carnaval 2020, Olinda corre para resolver problemas estruturais no foco da folia

Alvos de queixas de moradores, equipamentos do Sítios dos Reis, em Olinda, receberam ajustes. O local é pólo de programação infantil de Carnaval

Maria Ligia
Maria Ligia
Publicado em 21/02/2020 às 15:20
Notícia
Yacy Ribeiro/JC Imagem
Yacy Ribeiro/JC Imagem
Leitura:

Nos preparativos para o Carnaval 2020, pontos da Sítio Histórico de Olinda que estavam com problemas estruturais receberam ajustes. Equipamentos degradados ou completamente inutilizáveis foram alvos de queixas de moradores na semana passada. 

No Sítio dos Reis, na praça do Carmo, pólo infantil da programação festiva, as pontes para pedestres que estavam quebradas receberam atenção. A estrutura principal foi restaurada, trabalho que foi concluído na quinta-feira (20). “Trocamos os parafusos de fixação, trocamos madeiras que faziam as treliças da ponte, deixando ela em condições de uso”, explicou o secretário executivo da Defesa Civil de Olinda, o Coronel Manuel Cunha.

>> Para brilhar no Carnaval 2020, saiba como colocar e tirar glitter

>> Conheça a história da sombrinha de frevo, símbolo do Carnaval de Pernambuco

>> Moradores cobram segurança no Carnaval da Cidade Alta de Olinda

A outra ponte, menor, foi retirada completamente e será recolocada após o Carnaval. “Teria que fazer uma parte do concreto, que tem um tempo de cura. Como isso iria demorar, foi decidido retirar o risco e trabalhar a ponte principal”, falou. Além disso, os poços artesianos da lagoa foram religados. As obras estão sendo conduzidas pela secretarias executivas de Defesa Civil e de Serviços Públicos

Enquanto isso, na Rua Prudente de Moraes, o muro com rachaduras recebeu tapumes de ferro em volta dos apoios de madeira que o sustentavam.

Para a aposentada Diana Ribeiro, 68, que mora em frente à paisagem do sobrado do Consulado do Uruguai, a medida não é suficiente. “Colocaram o tapume essa semana, mas faz dois anos que o muro está assim. É quase uma violência ambiental”, opinou. “Com os tapumes, você está vendo quase um caixão de defunto na frente.”

Yacy Ribeiro/JC Imagem
Ponte inutilizável foi retirada para ser refeita após o Carnaval - Yacy Ribeiro/JC Imagem
Yacy Ribeiro/JC Imagem
Ponte principal foi reparada e pedestres já a utilizam - Yacy Ribeiro/JC Imagem
Yacy Ribeiro/JC Imagem
Muro rachado recebeu tapume - Yacy Ribeiro/JC Imagem
Yacy Ribeiro/JC Imagem
Diana Ribeiro mora em frente ao sobrado e argumenta que medida não é suficiente - Yacy Ribeiro/JC Imagem

Prefeitura estuda causa

De acordo com o Coronel Cunha, está sendo feito um estudo para apurar a causa do colapso. “Encontramos rachaduras no pé do muro que tem q ser estudadas para saber se foi fragilizado por dentro ou por intempéries da drenagem. A gente encaminhou um laudo à secretaria de Cultura e Patrimônio que é responsável por esses processos, já que o local é parte do Sítio Histórico e não pode qualquer pessoa mexer”, afirmou.

Assessoria não respondeu sobre os brinquedos quebrados do Sítio, mostrados pela reportagem do Jornal do Commercio na última sexta-feira (14).

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias