Secretaria de Saúde

Secretaria de Saúde confirma primeiro caso suspeito de coronavírus em Pernambuco

Passageira do voo 6954, da Companhia Azul, partiu de São Paulo (Guarulhos) e chegou no Recife com sintomas similares aos do coronavírus

Julliana Melo
Julliana Melo
Publicado em 25/02/2020 às 18:58
Notícia
Foto: Cinthya Leite/ JC
Passageira do voo 6954, da Companhia Azul, partiu de São Paulo (Guarulhos) e chegou no Recife com sintomas similares aos do coronavírus - Foto: Cinthya Leite/ JC
Leitura:

atualizada às 11h49 de 26 de janeiro de 2020

A Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) confirmou durante coletiva de imprensa, na noite desta terça-feira (25), que uma passageira do voo 6954, da Companhia Azul, que partiu de São Paulo (Guarulhos) e chegou no Recife com sintomas similares aos do coronavírus, é o primeiro caso suspeito da doença no Estado. A mulher de 51 anos, moradora de Caruaru e que não teve o nome revelado, foi retirada da aeronave e examinada por agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sendo encaminhada para o Hospital Universitário Oswaldo Cruz, uma das unidades de referência popular selecionadas para fazer o atendimento especializado de possíveis casos do coronavírus.

Leia mais: O que se sabe até agora sobre 1º caso suspeito do novo coronavírus em Pernambuco

Segundo o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, a paciente de Pernambuco é moradora de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e foi fazer um curso no Norte da Itália, dia 13 de fevereiro. Apresentou febre nos dias 17 e 18 de fevereiro, e atualmente relata dor de garganta e moleza no corpo. “Importante dizer para população que o Plano de contingência que foi montado pelo Estado de Pernambuco funcionou a contento, tanto por parte do acionamento da Anvisa, como do suporte que foi dado pelo Samu metropolitano da Prefeitura da Cidade do Recife, como a referência para o Hospital Universitário Oswaldo Cruz, que é referência nesses casos. A paciente foi adequadamente transportada, isolada, está fazendo os exames necessários. A partir da mudança do diagnóstico em relação a pacientes oriundos da Itália, ela se enquadra como caso suspeito”.

A paciente já passou por exames laboratoriais, que seguiram para análise no Lacen de Pernambuco (testes para Influenza) e no Instituto Evandro Chagas, no Pará (teste específico para o coronavírus). os resultados devem sair em até 72 horas.

Primeiro caso suspeito na Paraíba

» Primeiro caso suspeito de coronavírus na Paraíba é de homem que esteve na Itália e desembarcou no Aeroporto do Recife

Já na manhã desta quarta-feira (26), a Secretaria da Saúde do Estado da Paraíba (SES-PB) também confirmou a primeira suspeita de coronavírus no Estado. De acordo com o órgão, o homem, de 59 anos, veio da Itália e desembarcou no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre, na segunda (24). Ainda não se sabe se ele veio no mesmo voo da paciente pernambucana que está sob suspeita do vírus. A Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco (SES-PE) foi contactada pela reportagem para responder se houve triagem no terminal e se há notificação do paciente. Até o momento, apenas um caso de coronavírus foi confirmado no Brasil. (leia mais sobre o caso clicando aqui)

Segundo o Portal T5, parceiro do Portal NE10, do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), o homem buscou atendimento médico por conta própria, acompanhado por familiares. Houve coleta para exame e atendimento assistencial, além de ter sido feita a notificação para o Ministério da Saúde, para definição do caso.

O paciente está internado no Hospital Clementino Fraga, na Paraíba, uma das unidades de atendimento de casos suspeitos de coronavírus, e sendo tratado para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), como determina o protocolo do Ministério da Saúde, enquanto aguarda confirmação ou descarte do caso.

O secretário de saúde da Paraíba vai conceder coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (26).

Mais sobre o novo coronavírus

» Coronavírus: como é a transmissão, os sintomas e o tratamento
» UFBA tem tecnologia que rastreia DNA do coronavírus em 3 horas
» Secretário de Saúde diz que Pernambuco está preparado caso precise lidar com coronavírus
» Profissionais de saúde do Recife recebem capacitação preventiva ao coronavírus
» Veja mapa que mostra como a epidemia se espalha pelo mundo

Em nota à imprensa, a assessoria da Azul disse que o desembarque dos passageiros e tripulantes do voo 6954 ocorreu sem intercorrências e todos eles foram avaliados e liberados pela Anvisa. "A aeronave foi submetida a um procedimento de limpeza com agentes bactericidas e liberada para demais programações." A companhia aérea não informou a quantidade de pessoas que estavam no voo, que chegou no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre às 15h51. Confira a íntegra da nota:

"A Azul informa que, após o pouso do voo 6954, que partiu de São Paulo (Guarulhos) para o Recife na tarde desta terça-feira, uma de suas Clientes foi encaminhada para o serviço médico da cidade com sintomas similares aos da doença provocada pelo Coronavírus. O desembarque ocorreu sem intercorrências e os demais Clientes e Tripulantes da companhia foram avaliados e liberados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A aeronave foi submetida a um procedimento de limpeza com agentes bactericidas e liberada para demais programações. A Azul está colaborando com as organizações de saúde do Brasil na investigação do caso e a Cliente será acompanhada pela Anvisa e pela unidade de saúde onde está sendo atendida."

Brasil tem 1º resultado positivo

O Brasil teve nesta terça-feira (25) um primeiro teste positivo de coronavírus. Trata-se, segundo o Ministério da Saúde, de um homem de 61 anos, residente em São Paulo, com histórico de viagem para a Itália, na região da Lombardia (norte do país), a trabalho, sozinho, no período de 9 a 21 de fevereiro. Ainda falta novo teste, que ocorrerá nesta quarta-feira (26), para tratar o diagnóstico como confirmado. Com febre, tosse seca, dor de garganta e coriza, sintomas compatíveis com a suspeita de COVID-19, o paciente está bem, com sinais brandos e recebeu as orientações de precaução padrão. Até o momento desta publicação, o Brasil não havia registrado nenhum caso confirmado de coronavírus. Até então, o Ministério da Saúde estava monitorando quatro casos suspeitos: um no Rio de Janeiro e três em São Paulo.

No mundo, a China anunciou que há 77.779 casos de Covid-19, como é denominado o novo coronavírus, no país com 2.666 mortes. Na Coreia do Sul, a quantidade de casos confirmados subiu para 977, e 10 pessoas morreram pela doença. No Japão já são 853 infecções confirmadas. O Irã confirmou 16 mortes pela doença no país e pelo menos dois funcionários do governo estão infectados. A Áustria tem dois casos confirmados na cidade de Innsbruck. Croácia, Suíça e Espanha tiveram um caso confirmado. Na Itália, agora são 11 vítimas fatais com 322 casos no país, que até o momento soma 10 nações atingidas no continente europeu.

O mundo "simplesmente não está preparado" para enfrentar a epidemia de coronavírus, afirmou nesta terça-feira o especialista que comandou a missão conjunta Organização Mundial da Saúde na China, Bruce Aylward. Veja mais no vídeo da AFP:

A Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife informa que está acompanhando o primeiro caso suspeito de coronavírus na cidade. Este é o 59° caso suspeito no Brasil, dos quais 54 foram descartados e cinco seguem em investigação, em diversos estados, como Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs) do Recife foi comunicado, nesta terça-feira (25), sobre a chegada de um caso suspeito de
COVID-19 ao Aeroporto Internacinal do Recife. O plano de contingência foi acionado, seguindo os protocolos recomendados pela Organização Mundial de Saúde e pelo Ministério da Saúde, e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Metropolitano do Recife fez o transporte da paciente para o Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc). A mulher de 51 anos, residente em Caruaru, veio de São Paulo para o Recife, depois de passar por Milão, e apresentava quadro clínico estável no momento do transporte.

A Secretaria de Saúde do Recife informa ainda que a Vigilância Epidemiológica do município também está apoiando a Anvisa e a Secretaria de Saúde do Estado no que se refere ao monitoramento dos passageiros que tiveram contato com o caso suspeito.

O caso só será confirmado ou descartado após a realização de exames complementares. A Vigilância Epidemiológica do Recife seguirá monitorando os passageiros residentes na cidade que tiveram contato com o referido caso suspeito.

A Sesau lembra que, desde janeiro, profissionais da Atenção Básica, Média e Alta Complexidade e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), agentes redutores de danos, além dos núcleos de epidemiologia das unidades de saúde municipais e privadas, receberam treinamento sobre as características do coronavírus e dos sinais, sintomas e tratamento do COVID 19; como identificar casos suspeitos, como deve ser o fluxo de notificação, como conduzir os pacientes que venham a procurar as unidades municipais com sintomas de infecção por coronavírus, como evitar a transmissão do coronavírus e outros vírus, entre outras orientações.

A Sesau também capacitou profissionais da Secretaria de Turismo Esportes e Lazer do Recife (Seturel), representantes do trade turístico, do Sindicato dos Taxistas e motoristas de aplicativos sobre o novo coronavírus, para deixar os profissionais de turismo aptos a dar as primeiras orientações aos visitantes sobre o novo vírus e tranquilizar os turistas sobre a situação na capital pernambucana.

Mapa do coronavírus:

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias