Protesto

Catadores bloqueiam Perimetral em protesto contra fechamento de lixão

Os manifestantes protestam contra o fechamento de lixão de Aguazinha, em Olinda

JC Online
JC Online
Publicado em 09/08/2017 às 7:44
Foto: Aline Matheus/TV Jornal
FOTO: Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Leitura:

Catadores realizaram um protesto contra o fechamento do lixão de Aguazinha, em Olinda, no Grande Recife, na manhã desta quarta-feira (09). Eles bloquearam os dois sentidos da Avenida II Perimetral, em frente ao lixão, com entulhos e queima de pneus. A manifestação teve início às 7h e acabou por volta das 8h30.

Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Catadores realizam protesto contra fechamento do lixão de Aguazinha - Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Catadores realizam protesto contra fechamento do lixão de Aguazinha - Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Catadores realizam protesto contra fechamento do lixão de Aguazinha - Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Catadores realizam protesto contra fechamento do lixão de Aguazinha - Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Catadores realizam protesto contra fechamento do lixão de Aguazinha - Foto: Aline Matheus/TV Jornal

A Polícia Militar (PM) e o Corpo de Bombeiros foram acionados para intervir no protesto, que durou uma hora e meia.

Desvio

Como a Perimetral Norte ficou interditada, consequentemente os motoristas enfrentaram dificuldades no trânsito. A opção para os condutores foi desviar para o bairro de Jardim Brasil através da Avenida Antônio Costa Azevedo, onde poderiam sair na Avenida Presidente Kennedy.  

Fechamento do lixão

O lixão de Aguazinha, que funciona há mais de 30 anos em Olinda, está sendo fechado pela prefeitura nesta quarta-feira (09/08). Com o encerramento das atividades no local, o lixo produzido na cidade terá como destino a Central de Tratamento de Resíduos (CTR) localizada em Igarassu, município da Região Metropolitana do Recife. A medida atende determinação da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH).

Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Catadores realizam protesto contra fechamento do lixão de Aguazinha - Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Catadores realizam protesto contra fechamento do lixão de Aguazinha - Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Catadores realizam protesto contra fechamento do lixão de Aguazinha - Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Catadores realizam protesto contra fechamento do lixão de Aguazinha - Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Foto: Aline Matheus/TV Jornal
Catadores realizam protesto contra fechamento do lixão de Aguazinha - Foto: Aline Matheus/TV Jornal

Em entrevista coletiva nesta terça-feira (08/08), no Palácio dos Governadores, o prefeito Lupércio do Nascimento disse que o tratamento correto do lixo vai credenciar o município para receber recursos do ICMS Socioambiental. "São R$ 6 milhões ao ano que Olinda estava deixando de receber por manter um lixão", destaca o prefeito. Diariamente, são recolhidas 400 toneladas de resíduos sólidos na cidade.

De acordo com o prefeito, 73 catadores que atuam no lixão de Aguazinha foram cadastrados e serão capacitados para continuar trabalhando com reciclagem, mas em outras condições. Catadores que estavam no lixão, nesta terça-feira, disseram que o cadastro deixou de fora a maior parte dos trabalhadores, todos moradores de Olinda.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias