TRANSPORTE

Frota de ônibus deve sofrer redução de 30% nesta quinta-feira

Informação foi divulgada pelo presidente do Sindicato das Empresas de Ônibus de Pernambuco (Urbana-PE)

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 23/05/2018 às 17:35
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Informação foi divulgada pelo presidente do Sindicato das Empresas de Ônibus de Pernambuco (Urbana-PE) - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Atualizada às 19h32

A frota de ônibus em circulação pelo Grande Recife deve sofrer redução de 30% nesta quinta-feira (24). A informação foi divulgada pelo presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE), Fernando Bandeira, em entrevista à Rádio Jornal, nesta quarta-feira (23).

De acordo com Bandeira, o sindicato solicitou ao Grande Recife Consórcio de Transporte que o sistema opere no esquema de sábado. "Reduzimos hoje a frota e vamos ter que reduzir amanhã também para poder rodar. Eu acho que vai ser 'plano de sábado', o que vai reduzir são as viagens", destacou.

"Os estoques [de combustível] das nossas empresas não são muito grandes, do mesmo modo que dos postos também não são. Nós temos estoques para três dias. Então, na segunda-feira, as empresas abasteceram, mas estamos com problemas", explicou Fernando Bandeira.

Sem divulgar números, o Grande Recife informou que haverá inevitável diminuição do número de viagens, no horário de pico, das linhas da Região Metropolitana do Recife (RMR). Segundo o órgão, pode haver paralisação de algumas empresas operadoras ao longo do dia.

Leia a nota do Grande Recife

Devido à continuidade da paralisação dos caminhoneiros e o comprometimento no abastecimento de óleo diesel, e pelo fato que os estoques nas empresas prestadoras de serviço atingiram níveis críticos, o Grande Recife informa que, nesta quinta-feira (24), haverá inevitável diminuição do número de viagens, no horário de pico, das linhas do STPP, podendo haver ao longo do dia paralisação de algumas empresas operadoras.

 O Consórcio ressalta que conseguiu operar, na manhã desta quarta-feira (23), com quadro de férias. A medida emergencial representou uma diminuição de 8% no número de viagens em dias úteis. Contudo, com a paralisação mantida, foi necessário um novo ajuste na operação.

Redução de viagens

Nesta quarta-feira (23), o número de viagens, cerca de 26 mil por dia, sofreu uma redução de 8%. A frota nas ruas é a mesma utilizada no período das férias de janeiro.

Por volta das 17h, ônibus de diversas linhas circulavam pelo Centro do Recife. No entanto, passageiros relataram demora na espera pelos coletivos. "Tenho quatro opções de linhas e estou esperando há mais de 20 minutos. Geralmente, espero entre 10 e 15 minutos", afirmou a professora Dilse Gouveia, 62 anos, que seguia para Casa Caiada, em Olinda.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias