TRANSPORTE

Após negociação, Celpe religa energia do TI CDU

A companhia informou ainda, que a dívida de quase R$ 80 mil foi negociada e será paga até a próxima sexta (13) pelo Grande Recife Consórcio

JC Online
JC Online
Publicado em 10/09/2019 às 17:20
Notícia
Foto: Acervo / JC Imagem
A companhia informou ainda, que a dívida de quase R$ 80 mil foi negociada e será paga até a próxima sexta (13) pelo Grande Recife Consórcio - FOTO: Foto: Acervo / JC Imagem
Leitura:

Em menos de 24 horas após a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) interromper o fornecimento de energia do TI CDU, na Avenida Caxangá, na Várzea, Zona Oeste do Recife, a luz foi religada na tarde desta terça-feira (10). Segundo a Companhia, a dívida de quase R$ 80 mil, que gerou desligamento, foi negociada e será paga até a próxima sexta-feira (13) pelo Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT).

Negociação

Nessa segunda-feira (9), em nota, a Celpe informou que realizou contato com o Grande Recife para negociação do débito e restabelecimento do fornecimento de energia.

"O Grande Recife informa que está em negociação com a Celpe o débito das contas de energia do TI CDU, no valor de R$ 79.387,76. Ficou acordado que o pagamento deverá ser feito até sexta-feira (13) e que a energia será restabelecida pela concessionária ao longo desta terça-feira (10)."

TI CDU

O TI CDU foi inaugurado no dia 29 de setembro de 2018 e era um dos equipamentos previstos para a Copa do Mundo de 2014. O terminal opera com quatro linhas, em dias úteis, e atende aproximadamente 3,5 mil usuários. O investimento na construção do equipamento foi de R$ 12,6 milhões.

Privatização

Em maio deste ano, o Governo de Pernambuco publicou um edital de Chamamento Público para receber propostas de parcerias com o setor privado para gestão dos 26 terminais integrados do Grande Recife, incluindo o TI CDU. De acordo com o Governo à época, o objetivo do chamamento é atrair investimentos para os terminais que integram o Sistema de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros. Entre os serviços contemplados pelo Programa de Parcerias Estratégicas do Estado (PPPE) estão a administração, manutenção, conservação e requalificação dos terminais. A contrapartida oferecida pelo governo era a exploração comercial dos espaços.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias