Trânsito

Após manhã de protestos, confira como está a volta para casa no Recife

Protesto realizado pelos rodoviários dificultou o trânsito no Centro no Recife, nesta manhã

Adige Silva
Adige Silva
Publicado em 05/12/2019 às 18:00
Notícia
Foto: Acervo/JC Imagem
Protesto realizado pelos rodoviários dificultou o trânsito no Centro no Recife, nesta manhã - FOTO: Foto: Acervo/JC Imagem
Leitura:

Pela sexta vez desde o fim do mês de outubro, os rodoviários do Grande Recife protestaram contra supostas demissões de cobradores e a dupla-função. O ato aconteceu na manhã desta quinta-feira (5). A manifestação durou cerca de quatro horas e interditou ruas importantes do Centro do Recife, como as avenidas Conde da Boa Vista, Guararapes e a Rua do Sol. O protesto gerou temores entre os passageiros de uma nova manifestação, no horário de volta para casa, das 17h as 18h, o que não ocorreu.

Confira como está o trânsito nas vias:

-Na Avenida Conde da Boa Vista, no cruzamento com a Rua do Hospício, o trânsito flui com tranquilidade, nos dois sentidos.

-A Rua da Aurora tem fluxo moderado, no cruzamento com a Ponte Princesa Isabel.

-Na Avenida Agamenon Magalhães, no sentido Olinda, apesar de intenso, o trânsito flui bem. O mesmo ocorre no sentido Recife da via.

-O fluxo na Avenida Cruz Cabugá é moderado, no cruzamento com a Avenida Norte.

Protesto

A manifestação, que terminou por volta das 12h, durou cerca de quatro horas. Segundo a categoria, o ato foi contrário à demissão dos cobradores e à dupla função por parte dos motoristas. O protesto aconteceu no cruzamento da Avenida Conde da Boa Vista com a Rua da Aurora, na Ponte Duarte Coelho, na Avenida Guararapes, na Rua do Sol e na Ponte Princesa Isabel. Outras manifestações pelo mesmo motivo apontado pelos rodoviários também ocorreram nas últimas semanas no Xambá, em Olinda, Jordão e no Ibura, na Zona Sul do Recife e na Torre, na Zona Oeste.

"As empresas de ônibus estão mentindo, dizendo que estão promovendo os cobradores, mas é mentira. A minoria tem habilitação para dirigir ônibus. Eles estão mentindo para a sociedade e a população não está aceitando. Isso não vai parar enquanto eles não pararem de demitir os cobradores", comentou Aldo Lima, presidente eleito do Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco.

Em nota divulgada pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE), o órgão informou que não houve demissões de cobradores motivadas pela alteração no procedimento de embarque e que os cobradores estão sendo capacitados e aproveitados em outras funções.

Veja imagens da paralisação

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias