Protesto

Moradores de comunidade de Boa Viagem fazem protesto e bloqueiam trânsito na Via Mangue

Eles alegam que a Polícia Militar prendeu dois homens inocentes em operação realizada na madrugada do último domingo (5)

Haim Ferreira
Haim Ferreira
Publicado em 05/01/2015 às 14:22
Foto: Reprodução da Internet
Eles alegam que a Polícia Militar prendeu dois homens inocentes em operação realizada na madrugada do último domingo (5) - FOTO: Foto: Reprodução da Internet
Leitura:

Atualizada às 14h49

Moradores da favela Jamaica, na comunidade da Ilha do Destino, no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, realizaram um protesto, no início da tarde desta segunda-feira (5), bloqueando o trânsito na Via Mangue. A manifestação se concentrou próximo ao Supermercado Extra.

Segundo os moradores da comunidade, a movimentação se deu por conta da forma truculenta como a Polícia Militar teria agido durante uma operação realizada na tarde do último domingo, que acabou acarretando na prisão de três homens - Renato Pereria da Silva, 32, e Jean da Silva Bezerra, 22, além de um desconhecido - investigados por serem acusados de participar de um arrastão ocorrido na Avenida Conselheiro Aguiar, na manhã do mesmo dia. 

Inconformados com o acontecido, eles bloquearam a Via Mangue por volta do meio-dia e atearam fogo em móveis e entulhos. Os bombeiros foram acionados e controlaram a situação.

De acordo com a tenente do 19º Batalhão da Polícia Militar, Conceição Antero, os policiais foram recebidos com tiros por cinco pessoas durante a operação, incluindo Renato e Jean. Não houve feridos. Com este último, ainda foram encontrados duas munições de uma pistola calíbre 38. De acordo com Conceição, quatro vítimas do arrastão reconheceram os investigados na Central de Flagrantes, no Bairro de Santo Amaro.

Durante o assalto, os cinco envolvidos conseguiram tomar posse de um carro preto, do modelo Kia Sorento, além dos pertecences da vítima. O veículo foi encontrado na comunidade da Ilha do Destino e devolvido ao dono.

Em tempo, a Via Mangue ainda não foi liberada. Os moradores da favela Jamaica já informaram que irão realizar outro protesto às 17h30, desta vez, na Avenida Domingos Ferreira, próximo à Construtora Paulo Miranda.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias