TARSILA E EDUARDA

Pedido novo júri para kombeiros

Recurso impetrado por família de uma das vítimas solicita novo julgamento de irmãos, inocentados há dois anos

Betânia Santana
Betânia Santana
Publicado em 27/09/2012 às 2:41
Marcos Michael /JC Imagem
Recurso impetrado por família de uma das vítimas solicita novo julgamento de irmãos, inocentados há dois anos - FOTO: Marcos Michael /JC Imagem
Leitura:

Inocentados por júri popular, há pouco mais de dois anos, do assassinato das adolescentes Maria Eduarda Dourado e Tarsila Gusmão, crime ocorrido em 2003, os irmãos kombeiros Marcelo e Valfrido Lira podem voltar a sentar no banco dos réus. A reabertura do Caso Serrambi, como ficou conhecido em todo o País, foi motivada por recurso impetrado por familiares de uma das vítimas, na época com 16 anos.

Os representantes da família Dourado deram entrada no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), há pouco mais de um mês, em recurso contra o resultado do julgamento. Os parentes das garotas acreditam que os irmãos foram os responsáveis pelo duplo homicídio e querem que um novo julgamento seja marcado, de preferência fora da Comarca de Ipojuca, no Grande Recife, onde ocorreram os assassinatos.

“Demos entrada no recurso há pouco mais de um mês. Contestamos a forma como aconteceu o julgamento e o resultado”, explicou José Siqueira, advogado da família Dourado. “Demoramos a dar entrada na contestação por se tratar de um processo longo, com mais de 50 volumes. Era necessário uma análise precisa. Esperamos agora que a contestação seja analisada e um novo julgamento, marcado”, explicou.

Siqueira acredita que, pelo fato de o processo ser grande, pode demorar a ser analisado pelo TJPE. “Não há prazo para um novo julgamento”, concluiu. Marcelo e Valfrido Lira foram inocentados no dia 3 de setembro de 2010.

Leia mais na edição do JC desta quinta-feira (27)

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias