Falsidade

Homem é preso em flagrante com quase R$ 3 mil em notas falsas

Felipe Salustriano da Silva foi detido pelos moradores de Bom Conselho, que perceberam as cédulas falsas e chamaram a polícia

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 13/10/2014 às 9:20
Foto: Divulgação/Polícia Federal
Felipe Salustriano da Silva foi detido pelos moradores de Bom Conselho, que perceberam as cédulas falsas e chamaram a polícia - FOTO: Foto: Divulgação/Polícia Federal
Leitura:

Um homem foi preso em flagrante na madrugada do último domingo (12) em porte de uma grande quantidade de notas falsas em Bom Conselho, Agreste de Pernambuco. Felipe Salustriano da Silva, de 23 anos, foi detido por moradores que encontraram diversas cédulas com fortes indícios de falsidade. Felipe estava com 156 notas, em um total de R$ 2.995. 

O suspeito foi detido em um posto de gasolina pelos próprios moradores, que perceberam as cédulas aparentemente falsas e acionaram a polícia. Felipe portava 43 cédulas de R$ 50, 16 cédulas de R$ 20, 97 cédulas de R$ 5, todas falsas, e um cheque no valor de R$ 100. 

Em depoimento, Felipe disse que recebeu as cédulas após vender uma moto, no valor de R$ 3,5 mil. Não tendo percebido a falsidade das notas, o suspeito foi ao posto de combústivel para beber, onde foi detido pelos moradores e abordado pela polícia com as notas falsas. O suspeito já havia sido preso pelo crime de estelionato. Felipe foi encaminhado para o Instituto Médico Legal e em seguida para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, Agreste do Estado.

A Polícia Federal alerta para a gravidade de guardar ou portar notas falsas. Caso a pessoa perceba que a cédula apresenta indícios de falsidade, a orientação é que seja entregue imediatamente à Polícia Federal ou algum banco. Caso condenado, a pessoa que for presa com moeda falsa pode pegar pena de três a 12 anos de reclusão.

Esta é a quarta apreensão de notas falsas no ano de 2014. No total, R$ 7.555 foram apreendidos, com a prisão de quatro pessoas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias