Polícia Federal

Acusado de assalto a banco é preso com dinamites e armas no Sertão de Pernambuco

Investigação apontava que grupo estava planejando explodir caixas eletrônicos em Cabrobó

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 02/04/2015 às 8:24
Foto: Divulgação/ Polícia Federal
Investigação apontava que grupo estava planejando explodir caixas eletrônicos em Cabrobó - FOTO: Foto: Divulgação/ Polícia Federal
Leitura:

A Polícia Federal prendeu na BR-232, em São José do Bel Monte, no Sertão de Pernambuco, um homem acusado de assalto a banco. Com Ricardo Ramos Ferreira, foram encontradas dinamites, armamento e roupas camufladas com as cores do Exército Brasileiro. O carro onde o criminoso estava com outras três pessoas estava sendo seguido pela polícia desde o município de Serra Talhada, também no Sertão. A prisão aconteceu na noite dessa quarta-feira (1º).

Segundo investigação da Delegacia de Salgueiro, o grupo estava planejando explodir caixas eletrônicos em em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e em João Pessoa, na Paraíba. Ao perceber que estava sendo seguido, Ricardo Ramos, que conduzia o veículo, tentou fugir, mas perdeu o controle da direção e parou na beira da estrada. As quatro ocupantes do carro correram pelo matagal. Três conseguiram fugir, mas o acusado caiu e quebrou o braço. 

No carro, que pertence a uma locadora de Petrolina, também no Sertão, foram encontrados duas bananas de dinamite com detonador, uniformes camuflados do Exército, três espingardas calibre 12, duas pistolas ponto 40, uma delas com a numeração raspada e o símbolo da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe.

O criminoso foi preso pela Polícia Federal em 2009 por participar de assalto ao banco de Jati- CE e cumpriu pena por 5 anos, depois foi transferido para o Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes, em Petrolina, de onde fugiu em março de 2015. Ricardo Ramos Ferreira foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e explosivo de uso restrito e foi encaminhado para a Cadeia Pública de Salgueiro, onde ficará à disposição da Justiça Federal. Os outros integrantes da quadrilha estão sendo procurados.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias