ZONA NORTE

Polícia investiga tentativa de sequestro de estudante na Zona Norte

O menino de 13 anos foi abordado por criminosos após sair da escola e salvo por um motorista que desconfiou da ação

JC Online
JC Online
Publicado em 17/02/2017 às 10:22
Foto: Reprodução/Google Street View
O menino de 13 anos foi abordado por criminosos após sair da escola e salvo por um motorista que desconfiou da ação - FOTO: Foto: Reprodução/Google Street View
Leitura:

O delegado Paulo Rameh, da delegacia da Polícia Civil em Casa Amarela, está investigando uma tentativa de sequestro de um estudante de 13 anos ocorrida nessa quinta-feira (16), na Zona Norte do Recife. O menino voltava da escola sozinho pela primeira vez quando foi abordado por dois homens na Jaqueira e salvo por um motorista que desconfiou da situação, já na descida da ponte da Torre.

Em um áudio que circula pelas redes sociais, o estudante explica que foi obrigado a seguir os criminosos por um longo tempo até ser resgatado. "Um cara me parou e mandou eu ficar seguindo ele, tinha dois caras, aí eu fui, fiquei seguindo eles, andei para caramba. Aí um cara parou do lado e mandou eu entrar no carro. Aí eu entrei no carro e ele jogou spray de pimenta no cara. Medo, estou passando mal".

O motorista que evitou a ação dos suspeitos havia buscado os filhos que estudam no mesmo colégio que a vítima e também gravou um áudio relatando como salvou o garoto. "Descendo a ponte do Carrefour, vi um menino com dois caras, daqueles caras ladrões da pior espécie, mas nao é ladrão, é louco. Não é ladrão daquele cara que vai lhe assaltar, é aquele que vai fazer maldade. Um vinha mais a frente e outro do lado do menino. Quando eu vi essa cena, para mim era óbvio que não era normal, que ele não estava com amigos que tinha acabado de fazer. Era óbvio que esse menino estava sendo sequestrado ou assaltado. Parei o carro no meio da ponte, vooei em cima dos caras, puxei o menino pelo braço e falei 'Vocês estão indo para onde?' aí ele disse 'Não, estou só acompanhando ele", diz um trecho da gravação.

O homem ainda disse que os suspeitos estavam levando o menino para uma favela perto de um supermercado e alertou para o fato do estudante ter andado por um longo percurso com a dupla sem que ninguém desconfiasse de que se tratava de um crime.  "Fiquem atentos, esse menino atravessou mais de um quilômetro andando com esses caras, ele foi pego na Jaqueira e andaram até o Carrefour sem que ninguém importunasse. Eles passaram na frente de guarita de prédio, de órgão público, parada de ônibus, posto de gasolina".

Família de estudante registrou Boletim de Ocorrência nesta sexta

A família do estudante registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia de Casa Amarela, na manhã desta sexta-feira (17).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias