'CURRUS'

Megaoperação mira suspeitos de homicídios, roubos e tráfico de drogas na RMR

A ação conta com 50 policiais, entre delegados, agentes e escrivães

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 29/01/2019 às 7:50
Foto: Divulgação/PCPE
A ação conta com 50 policiais, entre delegados, agentes e escrivães - FOTO: Foto: Divulgação/PCPE
Leitura:

Na manhã desta terça-feira (29), a Polícia Civil deflagrou três Operações de Repressão Qualificada de 2019. Denominadas, 'Reincidência', 'Fratris' e 'Currus', as ações policiais, ligadas à Diretoria Integrada Especializada (Diresp), visam prender integrantes de organizações criminosas, responsáveis por homicídios, roubos, porte ilegal de armas, tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Segundo a Polícia Civil, as investigações que deram origem à megaoperação iniciaram há um ano, em janeiro de 2018. A ação conta com 160 policiais, entre delegados, agentes e escrivães..

Na megaoperação, estão sendo cumpridos 43 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão domiciliar. Os mandados foram expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Recife.

Homicídios

O delegado João Leonardo, responsável pela ação, afirmou, na manhã desta terça-feira, na sede do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), em Afogados, Zona Oeste do Recife, que a organização criminosa atuava em cidades da Região Metropolitana do Recife, como Olinda, Paulista e Recife. Além disso, o delegado também disse que, ao todo, o grupo cometeu 16 assassinatos. "O grupo todo, nas três operações, cometeu 16 homicídios", falou João Leonardo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias