CONFRONTO

Oito suspeitos de assassinato de PM são mortos em operação na Paraíba

A operação foi integrada e contou com a participação das Polícias Militares de Pernambuco e da Paraíba

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 02/07/2019 às 11:30
Notícia
Foto: Nayara Vila Vila/TV Jornal Interior
A operação foi integrada e contou com a participação das Polícias Militares de Pernambuco e da Paraíba - FOTO: Foto: Nayara Vila Vila/TV Jornal Interior
Leitura:

Oito suspeitos de envolvimento na morte de um policial militar em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, na última segunda-feira (1º), foram mortos durante confronto com a Polícia Militar (PM) entre Barra de São Miguel e Riacho de Santo Antônio, na Paraíba, na manhã dessa terça-feira (2).

Na manhã desta quarta-feira (3), a Polícia Militar de Pernambuco prestou esclarecimentos em coletiva de imprensa sobre a operação do dia anterior. De acordo com a PM, os agentes só utilizaram força policial após a reação e disparos da quadrilha à voz de prisão.

Ainda segundo a PM, seis homens e duas mulheres foram mortos na operação. Os corpos foram levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Santa Cruz do Capibaribe. Entre os homens está um vereador de Betânia, município no Sertão do Estado. O parlamentar Andson Berigue de Lima, 29 anos, conhecido como "Nanaca" (PP), estava armado e efetuou disparos contra as autoridades. Nanaca foi eleito em 2016 com 482 votos, na cidade de 12 mil habitantes.

Segundo o site do Tribunal de Justiça de Pernambuco, Andson foi autuado por porte ilegal de arma em 2017. O JC entrou em contato com o Partido Progressista, mas a assessoria informou que não há uma resposta pronta sobre o caso. A operação foi integrada e contou com a participação das PMs de Pernambuco e da Paraíba. Dois helicópteros do Grupo Tático Aéreo (GTA) deram apoio à ação policial.

A polícia apreendeu ainda o dinheiro roubado do mercadinho de Santa Cruz do Capibaribe, duas pistolas 380, dois revólveres 38 e uma espingarda calibre 12 de repetição, utilizada na ação no dia anterior.

Especialistas em assalto a banco

A polícia acredita que o grupo executado é uma quadrilha interestadual especializada em assalto a bancos. Em nota, a SDS afirmou que os policiais tentaram a rendição do grupo criminoso, mas não houve sucesso, e que os feridos foram levados para uma Unidade de Pronto Atentimento (UPA), mas não resistiram. 

Os suspeitos estavam sendo monitorados desde às 3h30 desta terça. Quatro deles estavam escondidos no Sítio Boi Brabo, na zona rural dos municípios, e os outros chegaram ao local, em dois carros, para resgatá-los, quando se iniciou o confronto. 

Relembre o caso

Um policial morreu e outro ficou ferido após uma perseguição com troca de tiros, na manhã desta segunda-feira (1º), em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste. De acordo com informações da Polícia Militar, os policiais do 24º Batalhão da PM (responsável pela área) faziam ronda de rotina no local, quando houve o assalto a uma casa lotérica. 

Os agentes entraram em combate com os assaltantes. Durante a troca de tiros, o soldado André Silva morreu e o sargento Moacir ficou ferido. 

Enterro sob forte comoção

Com homenagens dos colegas de farda, o soldado André José da Silva, 32, foi sepultado na última terça-feira (2). A cerimônia foi realizada no cemitério de Santa Maria do Camucá, na mesma região.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias