PONTE DOS CARVALHOS

Três dos quatro envolvidos em morte de policial em ônibus no Cabo estão detidos

O sargento aposentado foi atingido por tiros ao reagir a uma tentativa de assalto nessa quarta-feira (8)

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 09/01/2020 às 20:26
Notícia
Reprodução de vídeo/TV Jornal
O sargento aposentado foi atingido por tiros ao reagir a uma tentativa de assalto nessa quarta-feira (8) - Reprodução de vídeo/TV Jornal
Leitura:

Três dos quatro envolvidos em uma tentativa de assalto a ônibus que resultou na morte do sargento da reserva da Polícia Militar Givanilton da Rocha Pessoa, 58 anos, no Cabo de Santo Agostinho, Grande Recife, nessa quarta-feira (8), estão detidos. Dois suspeitos maiores de idade foram presos no loteamento Nova Era, em Ponte dos Carvalhos, na tarde desta quinta-feira (9). Um adolescente de 17 anos que também teria participado do crime foi apreendido pouco tempo depois da ação, na noite de ontem. O quarto homem conseguiu fugir e está sendo procurado.

A prisão nesta quinta-feira (9) foi realizada por policiais do 18º Batalhão da Polícia Militar (BPM). De acordo com a corporação, a dupla confessou a participação no homicídio e levou a polícia ao local onde estava escondida a arma utilizada no crime. Os dois suspeitos foram levados para a Delegacia de Polícia do Cabo de Santo Agostinho.

Policial aposentado morreu ao reagir a assalto

O crime ocorreu na BR-101, em Ponte dos Carvalhos, em um ônibus que fazia a linha TI Cajueiro Seco/Cabo (Cohab). De acordo com o delegado Caio Morais, da 14ª Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH), os quatro suspeitos se passaram por passageiros, pediram parada e anunciaram o assalto quando entraram no ônibus.

"O policial militar que estava no ônibus reagiu a tentativa de assalto, houve troca de tiros, ele foi alvejado com dois disparos na cabeça e atingiu um dos autores, um adolescente, que foi levado para uma policlínica em Ponte dos Carvalhos", relatou o delegado. Na fuga, os suspeitos atiraram contra o coletivo. Os disparos atingiram a porta traseira e o para-brisas.

Para socorrer o PM, o motorista do ônibus dirigiu o veículo até o Hospital Metropolitano Sul Dom Helder Câmara (HDH), também no Cabo. Givanilton chegou a ser transferido para o Hospital da Restauração (HR), no Derby, área central do Recife, mas não resistiu. "Mesmo em desvantagem numérica o policial defendeu os ocupantes do coletivo, evitou a ação do grupo, mas acabou sendo ferido na troca de tiros e não resistiu", disse a Polícia Militar por meio de nota.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias