TRADICIONAL

Caminhada do Forró transforma Bairro do Recife em imenso arraial

Público acompanhou a forrovioca com entusiasmo, cantando clássicos juninos

JC Online
JC Online
Publicado em 27/06/2019 às 21:41
Notícia
Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
FOTO: Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
Leitura:

Comprovando que continua pertencendo ao povo, a sanfona protagonizou mais um ano da tradicional Caminhada do Forró, transformando o Bairro do Recife em um imenso arraial na noite desta quinta-feira (27).

Neste ano, por causa das chuvas, o cortejo não conseguiu abrir o São João, como costuma fazer, mas isso não afastou o público, que acompanhou a forrovioca com entusiasmo, cantando clássicos juninos como Olha pro Céu. “A recepção do público é maravilhosa, é um evento que já é tradição, as pessoas ficam perguntando. Pode observar quantos vieram vestidos a caráter, tem padre, tem noiva, fazem quadrilha. É uma festa familiar, bonita”, explicou Natália Reis, organizadora do evento. 

Moradora de Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR), a agente administrativa Carla Rodrigues, 37 anos, acompanhou a festa com a filha de quase 2 anos nos braços. “Desde a barriga minha filha vem, ela gosta da folia e a caminhada já se tornou uma tradição para nós”, disse.

Para a organizadora, a cada ano, a participação do público prova que o projeto continua cumprindo seu objetivo de conservar a autêntica festa junina. “A caminhada surgiu por causa dos sanfoneiros, levando eles a pé, mostrando o instrumento, para resgatar esse forró pé de serra, um forró de verdade, que só estava nas cidades do interior. A gente conseguiu trazer isso para cá e estamos há 15 anos resgatando essa cultura no Centro do Recife”, afirmou. 

A concentração foi na Rua da Moeda e o cortejo seguiu pelas ruas do Recife. Os forrozeiros seguiram pelas ruas Mariz de Barros, Rio Branco, Bom Jesus até chegar à Praça do Arsenal, onde aconteceu apresentações de Petrúcio Amorim, Josildo Sá, André Macambira, Rogério Rangel, Nadia Maia, Andreza Formiga, Irah Caldeira, Pecinho Amorim e Edi Carlos. AleAlém de um sexteto sanfônico formado por Cezzinha, Terezinha do Acordeon, Luizinho de Serra, Nenén Oliveira, Zé Bicudo e Derico Alves. 

Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
- Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
- Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
- Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
- Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
- Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem
- Fotos: Filipe Jordão/JC Imagem

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias